Gilvan de Souza / Flamengo
Gilvan de Souza / Flamengo

Rueda critica 'jogo bonito' e afirma que Flamengo precisa 'guerrear' mais

Ainda assim, o treinador considerou que o empate sem gols na Arena Condá foi favorável ao rubro-negro

Estadão Conteúdo

14 de setembro de 2017 | 09h35

O técnico Reinaldo Rueda até aprovou a atuação do Flamengo na noite desta quarta-feira, ao empatar com a Chapecoense por 0 a 0, na Arena Condá, em Chapecó, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Mas, para ele, a equipe pecou ao tentar jogar bonito e ser pouco combativa.

"Essas partidas pela Sul-Americana às vezes são para guerrear, e o Flamengo quer jogar bonito sempre", alertou o colombiano. "Em partidas internacionais, muitas vezes não se joga, se compete. O Flamengo precisa diagnosticar esses momentos. Jogo bonito para as tribunas é quando o placar está 6 a 0. Com o placar igual, precisamos correr, competir, guerrear."

Ainda assim, Rueda ponderou que o empate foi favorável, uma vez que o Flamengo precisa de um triunfo simples para avançar no jogo da volta, na próxima quarta-feira, no estádio Luso-Brasileiro. "Fazendo um comparativo, a obrigação de vencer é do Flamengo. Essa é a visão do torcedor. Mas do ponto de vista analítico, foi um bom resultado, pois é um jogo de 180 minutos".

O treinador também avisou que o Flamengo entrará sempre para vencer nas três competições que está disputando - a Sul-Americana, o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil - em busca de uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores.

"Nossa obrigação é ganhar sempre e estamos em três competições distintas. O Campeonato Brasileiro também é importante na busca por uma vaga na Libertadores. A Copa do Brasil é um caminho mais curto e muito atrativo, e agora também temos a Copa Sul-Americana", completou.

Antes do duelo contra a Chapecoense na próxima quarta-feira, o Flamengo recebe o Sport no domingo pelo Brasileirão, às 16 horas, no Luso-Brasileiro. E, depois de empatar o jogo de ida por 1 a 1, faz o confronto decisivo da Copa do Brasil no dia 27 de setembro, contra o Cruzeiro, no Mineirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.