Gilvan De Souza / Flamengo
Gilvan De Souza / Flamengo

Rueda diz que mudou escalação por 'controle do jogo' e lamenta ataque ruim do Fla

Treinador lamenta ineficiência da equipe no ataque

Estadão Conteúdo

23 Outubro 2017 | 09h14

Após ver o Flamengo ser derrotado pelo São Paulo por 2 a 0 neste domingo, no Pacaembu, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Reinaldo Rueda justificou as mudanças na escalação do time titular rubro-negro, que não pôde contar com o meia Diego e o atacante Guerrero, ambos lesionados e substituídos respectivamente por Éverton Ribeiro e Geuvânio.

+ Dorival não perde jogadores para clássico e comemora atuação do São Paulo

+ Peru convoca para Eliminatórias e desfalcará Flamengo e São Paulo

A escalação de Geuvânio surpreendeu pelo fato de que Paquetá vinha sendo utilizado como substituto no ataque, em opção que não surtiu o efeito desejado. E, após a equipe carioca terminar o primeiro tempo perdendo já por 2 a 0, o treinador optou por sacar Geuvânio e colocar Paquetá em campo após o intervalo.

"A ideia com o Geuvânio e o Éverton Ribeiro era ter a bola e ter controle do jogo com jogadores habilidosos", afirmou Rueda, em entrevista coletiva, se referindo ao fato de que mirou, com a entrada destes dois jogadores, ficar mais tempo com a posse de bola.

O comandante reconheceu que a estratégia fracassou e elogiou a atuação do adversário. "O São Paulo foi muito aplicado, fez um bom jogo, foi muito agressivo e assim conquistou o resultado. A competitividade muda muito de jogo a jogo. Hoje o São Paulo foi muito aplicado", analisou.

Rueda ainda lamentou a ineficiência do Flamengo no setor ofensivo, pois não conseguiu traduzir nenhuma das chances que criou no ataque em gols. "As oportunidades foram criadas no primeiro tempo. Depois, não deixamos de jogar. No segundo tempo, fomos mais agressivos, mas não completamos", disse o treinador.

A derrota fora de casa fez o time rubro-negro estacionar nos 46 pontos no Brasileirão e na sexta posição, mas a equipe corre o risco de perder este posto nesta segunda-feira, quando o Botafogo, sétimo colocado, com 44 pontos, enfrenta o líder Corinthians, às 20 horas, no Engenhão, no Rio.

O Flamengo voltará a jogar pela competição nacional no próximo sábado, quando trava clássico com o Vasco, às 19 horas, no Maracanã. Antes disso, na quarta-feira, às 21h45, no mesmo estádio, a equipe vai encarar outro clássico, mas pela Copa Sul-Americana, na qual terá pela frente o Fluminense pelas quartas de final.

Mais conteúdo sobre:
futebol Flamengo Reinaldo Rueda

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.