Gilvan De Souza / Flamengo
Gilvan De Souza / Flamengo

Rueda exalta Vinicius Junior após gol e prevê briga 'acirrada' por Libertadores

Técnico elogia atuação do time, que teve grande número de desfalques

Estadão Conteúdo

09 Novembro 2017 | 10h50

O Flamengo interrompeu a sequência de quatro partidas sem vitórias ao bater o Cruzeiro na última quarta-feira por 2 a 0, no Luso-Brasileiro. A atuação dominante da equipe foi premiada com o gol de Vinicius Junior, que entrou em campo depois de ter o nome gritado pela torcida e selou o placar para os donos da casa. Reinaldo Rueda fez questão de exaltar o garoto.

+ Por doping, Fifa suspende provisoriamente Guerrero por 30 dias

+ Morre torcedor baleado em briga de vascaínos e flamenguistas em São Gonçalo

"O jogo estava para o Vinicius. Havia muito espaço pelos lados do campo, mas tinha uma situação que me preocupava, que era de Everton Ribeiro. Ele sentiu um estiramento brusco, poderia perder ele e o Paquetá naquele momento. Por esse motivo, demorei um pouco para trocar e colocar o Vinicius em campo. Creio que ele tenha entrado em um momento justo, para resolver o jogo", declarou.

O resultado levou o Flamengo a 50 pontos, na sétima colocação, e o manteve na zona de classificação para a próxima Libertadores a cinco rodadas para o fim do Brasileirão. Rueda, porém, vê a disputa ainda em aberto e aposta em uma definição somente nas partidas finais.

"Será uma briga acirrada, até a última rodada. O Campeonato Brasileiro é muito disputado e a cada rodada há essa situação. Com relação às vagas para a Copa Libertadores, haverá três antecipadamente. Mas as outras quatro vagas estarão em disputa até as últimas rodadas. É a tendência do Brasileirão", considerou.

O treinador também fez questão de elogiar a resposta do time diante de tantos desfalques na quarta. "Foram momentos difíceis os que vivemos na Copa do Brasil. É natural que seja outro elenco. Temos seis mudanças com Réver, Juan, Berrío, Diego, Paolo e Trauco. Mas graças a Deus, ganhamos por méritos da equipe, com agressividade e ordenamento em campo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.