Gilvan De Souza / Flamengo
Gilvan De Souza / Flamengo

Rueda revela reunião após vice e lamenta críticas a Muralha e Diego

Goleiro e meia foram apontados pela torcida como os culpados pela derrota na final da Copa do Brasil

Estadão Conteúdo

29 de setembro de 2017 | 20h34

O técnico Reinaldo Rueda lamentou nesta sexta-feira as críticas da torcida e de parte da imprensa concentradas no meia Diego e no goleiro Alex Muralha, após a perda do título da Copa do Brasil, na quarta. Para o treinador, a final contra o Cruzeiro não se resumiu às cobranças de pênaltis, nas quais o Flamengo foi derrotado por 5 a 3, após empate sem gols nos 90 minutos.

+ Flamengo não libera Vinicius Junior para Mundial e gera insatisfação na CBF

"Me parece ser um desgaste desnecessário. Será que isso beneficia o futebol brasileiro? Somos todos uma família e vivemos para o futebol. Técnicos, jornalistas, juízes. Temos que nos respeitar. Não podemos reduzir 90 minutos de futebol em duas situações: Diego e Muralha. É muito triste", lamentou o técnico.

Rueda também criticou a análise de parte da imprensa concentrada nas penalidades. "É preocupante para o futuro do futebol no país e pelo futuro dos jornalistas do Brasil para o Mundial de 2018, porque a capacidade de análise está focada apenas em uma situação, que, inclusive, está fora dos 90 minutos. Vocês, como jornalistas brasileiros, estarão ao lado da Alemanha, da Rússia, da Holanda e dos outros classificados da América do Sul, da África e da Ásia. A capacidade de análise deve ser do jogo, táticas", afirmou.

Na mesma entrevista coletiva, Rueda revelou que fez uma reunião com o elenco do Flamengo para recuperar o moral do time após o vice-campeonato da Copa do Brasil. "Hoje houve uma reunião com todos os jogadores, diretores e comissão técnica para sabermos que teremos que seguir em frente", declarou.

"Queremos mais e sabemos que teremos dois grandes desafios pendentes, que são o Brasileirão e a Copa Sul-Americana. É nossa função melhorarmos dia a dia. Temos uma boa mistura, com jogadores jovens e experientes, que sabem que o futebol é assim. Nosso compromisso é estar sempre ganhando dentro de campo, e vamos trabalhar para alcançá-lo", disse o treinador.

Após a derrota na final da Copa do Brasil, o Flamengo segue na disputa do Brasileirão e da Sul-Americana. Na competição continental, o time carioca fará o clássico com o Fluminense, nas quartas de final. E, no Brasileiro, a equipe comandada por Rueda ocupa a sétima colocação, provisoriamente dentro da zona de classificação para a próxima Copa Libertadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.