Rumo à Itália, atacante Ronaldo processa empresa na China

Não é só com o técnico do Real Madrid, o italiano Fábio Capello, que o atacante Ronaldo tem problema. O jogador, que está se transferindo para o Milan, processou uma empresa farmacêutica chinesa (Guangxi Golden Throat Group) por utilizar ilegalmente sua imagem em anúncios de televisão desde 2003. A informação foi divulgada nesta sexta-feira pela Rádio Internacional da China, que ainda afirmou que Ronaldo teria demorado tanto tempo para processar a empresa pois desconhecia que a sua imagem estava sendo utilizada ilegalmente. O atacante só teria descoberto a fraude quando foi procurado por uma empresa concorrente da Guangxi, que gostaria que ele rompesse o contrato e assinasse um outro exclusivo. A imagem utilizada de Ronaldo foi tirada de uma fotografia, durante uma excursão do Real Madrid ao país, em 2003. Ronaldo teria cobrado US$ 300 mil pela foto. No entanto, o jogador, que conta com o auxílio de dois advogados chineses, não sabia que sua imagem seria reproduzida na televisão. A expectativa é de que ele tenha tido um prejuízo de 10 milhões de euros. Imagem furada No comercial, Ronaldo sorri e usa uma camiseta amarela com algumas letras em chinês para anunciar pastilhas para tosse. No entanto, sua imagem não foi muito apreciada pelos chineses. Numa pesquisa, o atacante foi eleito como um dos dez piores modelos de anúncios de televisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.