Runco descarta problemas médicos no jogo contra franceses

A apatia demonstrada pela seleção brasileira diante da França, na partida em que foi derrotada por 1 a 0 e eliminada da Copa, neste sábado, gerou dúvidas sobre as condições físicas de alguns jogadores. Mas o médico da delegação, José Luiz Runco, desmentiu rumores a respeito do assunto."Kaká e Robinho tinham totais condições de jogo e estavam liberados para jogar", afirmou o médico, neste domingo, referindo-se aos dois atletas que eram dúvida para a partida, no início da semana, e que acabaram jogando contra a França.Com relação a Ronaldo, que teve uma convulsão antes da célebre derrota para os franceses, por 3 a 0, na final da Copa de 1998, e que no sábado também teve atuação apagada, Runco foi categórico. "O Ronaldo não tinha nenhum problema médico. Aliás, do ponto de vista médico o trabalho realizado pela seleção foi perfeito".Triste, como todos os membros da delegação brasileira, o médico fez questão de ressaltar que nem sempre as coisas saem como planejado. "Quem trabalha com esporte tem de se acostumar a situações como essa".José Luiz Runco deve embarcar em Frankfurt, na noite deste domingo (horário local), de volta para o Brasil, junto com o restante da comissão técnica e boa parte dos jogadores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.