Simone Arveda/ EFE
Simone Arveda/ EFE

Ruptura entre Brescia e Balotelli está cada vez mais próxima

Segundo a imprensa italiana, advogados do clube já teriam enviado carta de demissão ao atacante por e-mail

AFP, O Estado de S.Paulo

07 de junho de 2020 | 07h00

A aventura de Mario Balotelli no Brescia, o clube da cidade em que ele cresceu, pode ser curta, já que vários meios de comunicação italianos relataram neste sábado que o clube enviou ao atacante uma carta de demissão devido a repetidas ausências. Segundo o canal de TV Sky Sport, o jornal Gazzetta dello Sport e a agência AGI, o email foi enviado na última sexta-feira pelos advogados do clube.

Desde a retomada dos treinos no início de maio, primeiro em sessões individuais e depois em grupos, Balotelli faltou em várias ocasiões, garante a mídia italiana.

Nesta semana, Balotelli explicou no Instagram que estava doente e que ele teria enviado os atestados médicos ao clube que confirmavam seu estado. Em entrevista ao Corriere della Sera na sexta-feira, o técnico do Brescia, Diego López, disse estar "decepcionado" com a atitude do atacante.

"Mario treina separadamente porque seus colegas fizeram um trabalho que ele não fez. Os treinamentos (individuais) eram opcionais, ok. Mas o grupo seguiu um caminho e ele seguiu outro. Nas videoconferências, durante a quarentena, não o vimos. E mesmo que ele diga que está se sentindo bem não está no nível de seus companheiros de equipe", afirmou o treinador.

Dez dias atrás, o presidente do clube, Massimo Cellino, havia explicado que o ex-atacante da Inter de Milão e do Olympique de Marselha não estava preocupado com o Brescia.

"Eu gosto dele e esperava que o fato de estar em casa e o desejo de voltar à seleção italiana lhe fariam bem. Estamos todos decepcionados", acrescentou. Balotelli chegou nesta temporada ao Brescia, o clube da cidade onde cresceu com seus pais adotivos. Mas em um clube em dificuldades esportivas (vigésimo e último no campeonato), ele não se exibiu muito, com cinco gols em 19 jogos.

Balotelli chegou nesta temporada ao Brescia, o clube da cidade na qual cresceu com seus pais adotivos, e que foi promovido recentemente para a Série A do Campeonato Italiano. Mas em um clube que enfrenta dificuldades esportivas (vigésimo e último no campeonato), ele não teve grandes atuações, marcando cinco gols em 19 jogos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrescia CalcioMario Balotelli

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.