Alejandro García|EFE
Alejandro García|EFE

Alan Ruschel desabafa sobre saída da Chape: 'Para calar a boca de alguns que falam bobagem'

Lateral-esquerdo vai defender o Goiás por empréstimo até o fim da temporada

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de agosto de 2019 | 10h53

De saída da Chapecoense para defender o Goiás por empréstimo até o fim de 2019, o lateral-esquerdo Alan Ruschel se despediu do clube em tom de desabafo. O jogador de 29 anos foi um dos seis sobreviventes da tragédia de 2016 na Colômbia, quando o avião que transportava elenco, comissão técnica e diretoria do clube catarinense e profissionais da imprensa caiu durante a viagem para a decisão da Copa Sul-Americana. Segundo ele, a mudança servirá para provar que 'não depende da piedade de ninguém'.

"Um desafio que tinha na minha vida era voltar a jogar em alto nível. Graças a Deus eu retomei isso, que era o mais importante. Agora é um novo desafio que eu busquei, acho que primeiro para provar para mim mesmo que não dependo da piedade de ninguém. E mostrar para o Brasil que muitos não enxergam e pensam que estou na Chapecoense por favor do clube. Acho que só quem está aqui sabe que não é", disse em entrevista para a Globo.com.

Ao Estado, Ruschel também tinha revelado essa preocupação de não ser o centro das atenções no clube. "Quero ser tratado como qualquer outro atleta de futebol e conseguir voltar a jogar em alto nível, como já fiz. O clube não pode pensar apenas em mim. Tem de pensar na instituição, por isso entrei e joguei."

Cria das categorias de base do Juventude e com passagens por Pelotas-RS, São Paulo-RS e Luverdense-MT, Alan Ruschel chegou à Arena Condá em 2013, quando fez um gol em seis jogos na campanha do acesso ao Brasileirão.  Após passar 2014 e 2015 emprestado para Internacional e Athletico Paranaense, o lateral voltou á Chapecoense para a campanha histórica de 2016 na Copa Sul-Americana, interrompida com a queda do voo 2933 da empresa LaMia, em 29 de novembro.

A contratação de Alan Ruschel foi um pedido do Ney Franco, que passou pela equipe catarinense nesta temporada. O time esmeraldino ocupa atualmente a 12ª posição no Brasileirão, com 18 pontos conquistados.

"Infelizmente, para algumas pessoas, as coisas tomam uma outra proporção. Minha ida para lá é para calar a boca de alguns que falam bobagem, falam coisas que não devem. Se algum momento incomodei alguém aqui, não foi por não trabalhar. Pelo contrário, saio de cabeça erguida por ter feito meu melhor aqui dentro".

Tudo o que sabemos sobre:
ChapecoenseAlan Ruschelfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.