AFP
AFP

Rússia convida Brasil para inaugurar estádio da final da Copa de 2018

Local foi usado na Olimpíada de 1980 e passou por uma reforma com custo estimado em US$ 537 milhões

Jamil Chade, Estadão Conteúdo

14 Outubro 2016 | 14h04

O governo da Rússia quer o Brasil para reinaugurar o estádio Luzhniki, que vai servir para a abertura e encerramento da Copa do Mundo de 2018, em Moscou. Nesta sexta-feira, o ministro dos Esportes da Rússia, Vitaly Mutko, fez oficialmente um convite aos representantes da CBF presentes na reunião da Fifa. A partida ocorreria no primeiro semestre de 2017.

O local foi a principal instalação usada na Olimpíada de Moscou, em 1980. Mas, nos últimos anos, passou por uma ampla reforma, com um custo estimado em US$ 537 milhões, um dos mais caros do mundo. Ao voltar a operar, terá capacidade para 81 mil torcedores e será usado para a abertura da Copa, final e para uma semifinal.

O convite foi comunicado ao técnico Tite e à comissão técnica da seleção, que deram sinal verde para que uma negociação ocorra. Tite já indicou que quer ampliar os adversários do Brasil para também incluir times europeus.

Para que o confronto se concretize, falta resolver a data da partida que teria de fugir do inverno rigoroso russo, não poderia atrapalhar as Eliminatórias Sul-Americanas da Copa e ainda precisaria se encaixar com o calendário internacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.