Rússia lamenta punição e pede calma aos torcedores

A Federação Russa de Futebol disse que vai fazer tudo o que for possível para evitar as "severas" sanções impostas pela Uefa após torcedores da seleção nacional atacarem outros fãs na partida de estreia da equipe na Eurocopa. Além disso, a entidade fez um apelo para que seus torcedores se comportem nos estádios durante o torneio continental.

AE -AP, Agência Estado

14 de junho de 2012 | 10h49

"Nestes dias, como nunca antes, a equipe russa precisa do apoio de sua fãs, que são os melhores do mundo e não hooligans que colocam seus próprios interesses acima dos interesses da seleção nacional", disse a federação em um comunicado oficial.

A Rússia é um dos destaques dessa Eurocopa, mas sua imagem foi atingida pela violência e supostos cânticos racistas de seus torcedores. A Uefa multou os russos em 120 mil euros na quarta-feira em razão dos conflitos na vitória por 4 a 1 sobre a República Checa, em 8 de junho, em Wroclaw.

A entidade também disse que a Rússia vai perder seis pontos nas Eliminatórias da Eurocopa de 2016 se acontecer uma repetição da violência de seus torcedores no torneio atual. A Rússia tem três dias a partir do anúncio da punição na quarta-feira para recorrer. A federação também afirmou que possui o poder de pedir uma indenização aos torcedores.

Poucas horas depois de anunciar as sanções na quarta-feira, a Uefa cobrou a Rússia por novas infrações relacionadas ao comportamento dos seus torcedores dentro do Estádio Nacional de Varsóvia durante o jogo contra a Polônia na terça-feira. A comissão disciplinar da entidade vai se reunir no domingo com a intenção de analisar os jogos da segunda rodada da Eurocopa, incluindo o empate por 1 a 1 entre russos e poloneses.

Um rojão foi atirado no campo depois do gol da Rússia e bandeiras do Império Russo, que são vistas como um emblema de extrema-direita nacionalista do país, foram exibidos no estádio. Um torcedor, com uma bandeira da Rússia, também invadiu o campo após o apito final.

Apesar de já ter punido a Rússia por incidentes no jogo contra a República Checa, a Uefa ainda investiga se torcedores russos abusaram racialmente do lateral checo Theodor Gebre Selassie, que é negro.

Alguns torcedores russos se envolveram em violentos confrontos, em grande parte provocada por poloneses, em Varsóvia, na terça-feira, antes e durante a partida contra os coanfitriões da Eurocopa. Porém, a Uefa não pode punir federações por incidentes que ocorrem fora dos estádios.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolEurocopaRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.