Kirill Kudryavtsev / AP
Kirill Kudryavtsev / AP

Rússia se recupera de derrota na estreia, bate Finlândia e continua viva na Eurocopa

Aleksey Miranchuk, aos 47 minutos do primeiro tempo, fez o gol do triunfo por 1 a 0, em São Petersburgo

Redação, Estadão Conteúdo

16 de junho de 2021 | 12h31

A seleção da Rússia  continua viva na disputa da Eurocopa. Nesta quinta-feira, jogando em casa, no estádio Krestovsky, em São Petersburgo, os russos derrotaram a Finlândia por 1 a 0 - gol de Aleksey Miranchuk, aos 47 minutos do primeiro tempo -, pela segunda rodada do Grupo B. Com o triunfo, se recuperaram da derrota por 3 a 0 para a Bélgica na estreia e assumiram o segundo lugar da chave.

Os finlandeses, que na primeira partida havia derrotado a Dinamarca por 1 a 0, em Copenhague, caíram para o terceiro lugar. Nesta quinta-feira, os dinamarqueses receberão a Bélgica para tentarem embolar a chave. Se vencerem, as quatro seleções irão para a terceira e última rodada, marcada para a próxima segunda, empatadas com três pontos cada. Os jogos serão Finlândia x Bélgica, em São Petersburgo, e Rússia x Dinamarca, em Copenhague.

Em campo, a Finlândia começou com tudo para novamente surpreender, como fez com a Dinamarca na estreia. Logo aos três minutos, a Rússia tentou sair jogando, mas Raitala roubou a bola no ataque e cruzou para Pohjanpalo marcar de cabeça. Para sorte dos donos da casa, em seguida o gol foi anulado com o auxílio do VAR, por impedimento.

A partir daí, a Rússia passou a dominar as ações no meio de campo e, consequentemente, criou chances de gol. Aos 12 minutos, Dzyuba acertou a trave do goleiro Hradecky, mas o lance não valeria se fosse gol por causa do impedimento do atacante.

Outras oportunidades foram criadas até que o gol saiu nos acréscimos da primeira etapa. Em mais uma troca de passes da Rússia na entrada da área, Miranchuk tabelou com Dzyuba, limpou a marcação e chutou de esquerda com estilo, no canto direito de Hradecky. Esse foi o sexto gol do meia que joga na Atalanta, da Itália, pela seleção em 35 partidas.

No segundo tempo, a Finlândia voltou melhor e quase empatou com Pukki, que finalizou para defesa do goleiro Safonov. No entanto, a Rússia passou a tomar conta da partida novamente e por pouco ampliou com Zhemaletdinov recebendo passe em profundidade na área, mas batendo para fora. Aos 26 minutos, Kuzyaev também teve uma grande chance ao ser achado no lado esquerdo da área e chutar para excelente intervenção de Hradecky.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.