Russo prega tranquilidade para 'decisão' contra Argélia

O meia Viktor Fayzulin se mostrou conformado com a derrota por 1 a 0 da Rússia para a Bélgica, no domingo, no Rio. O resultado colocou os russos em dificuldade no grupo, tornando obrigatória a vitória na última rodada do Grupo H contra a Argélia, quinta-feira, mas o jogador mantém a calma para o confronto decisivo.

AE, Agência Estado

23 de junho de 2014 | 10h46

"Não posso ficar projetando o futuro hoje", afirmou o russo ao site da Fifa após o jogo. "É verdade que temos um time jovem e talentoso, mas devemos apenas focar na partida contra a Argélia. O que eu posso dizer aos mais jovens depois de um dia como esse? Nada, cada um de nós sabe o que precisa fazer aqui e agora", disse Fayzulin, que disputa seu primeiro Mundial aos 28 anos.

Segundo o meia, os jogadores ganharam do treinador o reconhecimento pelo desempenho em campo. "(Fabio) Capello nos disse que atuamos bem e assim é o futebol. Demos a eles uma chance e eles aproveitaram", disse o atleta da Rússia, país que será sede da Copa do Mundo de 2018.

O lateral-direito Aleksei Kozlov lamentou as chances perdidas pela sua seleção contra Bélgica. "Tivemos algumas oportunidades claras, mas as desperdiçamos. Agora precisamos voltar ao nosso centro de treinamento e melhorar isso", afirmou o defensor russo.

A seleção europeia tem um ponto ganho até aqui, contra três da Argélia, por isso precisa bater a equipe africana para lhe tomar o segundo lugar e passar de fase. Porém, mesmo assim a Coreia do Sul não poderia vencer a já classificada Bélgica por um gol de saldo a mais do que a Rússia, porque essa combinação de resultados classificaria os asiáticos.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014futebolRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.