Russo procura estrelas para o Chelsea

Depois de surpreender o mercado ao comprar pouco mais da metade das ações do Chelsea (50,09%) por cerca de US$ 98 milhões, o milionário russo Roman Abramovich decidiu sacudir o futebol europeu. Agora, quer reforçar a equipe e escolheu nomes de destaque para integrar o time. Como treinador, pensa no italiano Fabio Capello, da Roma. Pelo menos foi o que informaram alguns meios de comunicação da Itália. Capello foi eleito após as negativas de Sven Goran-Eriksson, sueco que dirige a seleção inglesa. Capello ainda tem mais dois anos de contrato com a Roma, mas Abramovich está disposto a pagar o que for para contar com seus serviços. ?Não me falaram nada e, assim, prefiro não fazer nenhum comentário. Gosto que meu nome continue sendo comentado", disse o técnico Fabio Capello, que passa férias na cidade italiana de Marbella, onde tem casa. A sede por reforçar o Chelsea é grande. Se por um lado o clube perdeu o italiano Zola para o Cagliari (onde o meia encerrará carreira), por outro tem altas ambições no reforço do time. Pretende tirar dois jogadores da Juventus, atual campeã italiana: o centroavante chileno Marcelo Salas e o volante holandês Edgard Davids. Segundo o jornal italiano Tuttosport, Abramovich teria oferecido US$ 22,9 milhões ao clube de Turim para ter os dois atletas. Luciano Moggi, diretor geral da Juventus, estuda a proposta. Representantes de Davids e Salas também negociam com o Chelsea. O objetivo de Abramovich é a Liga dos Campeões. Tentou Nesta, do Milan, por US$ 50 milhões, mas o clube italiano recusou-se a negociar. O russo deverá vender dois hotéis e um parque de diversões do Chelsea para arrecadar mais dinheiro.Abramovich, 36 anos, é dono de 80% das ações da quinta maior empresa de petróleo da Rússia. Em 2002, seu capital foi avaliado em US$ 5,4 bilhões.

Agencia Estado,

04 de julho de 2003 | 18h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.