S. Caetano joga futuro na Libertadores

O futuro do São Caetano na CopaLibertadores da América será decidido nesta sexta-feira. Parapassar às oitavas-de-final, o time do ABC precisa derrotar oDefensor, em Montevidéu, e ainda torcer para que, no México, oCruz Azul consiga vencer o Olmedo. Além de ter de contar com asorte, o time brasileiro precisa driblar o desfalque de um deseus principais jogadores, o meia Esquerdinha, que sofreu umalesão no joelho. Apesar de delicada, a situação não assusta o técnico JairPicerni. "Temos condições de passar pelo Defensor e o Cruz Azulé superior ao Olmedo." A tática será a de sempre: força totalno ataque. E Picerni espera que o adversário faça o mesmo. "Seeles resolverem arriscar mais, vão deixar a defesa mais expostae permitir nossas avançadas." Logo depois de ter desembarcado no Uruguai, o Azulão pretendiafazer um treino de reconhecimento no Estádio Luiz Franzini, masnão foi possível. "Proibiram os treinos com chuteiras para nãoestragar a grama. Teríamos que usar tênis ou sapatilhas",explica Picerni, que foi obrigado a levar a equipe para outrolocal. Por ocupar o segundo lugar no Grupo 7, o Defensor não dependedo resultado de outros jogos, precisando apenas de uma vitóriasimples sobre o São Caetano para passar a próxima fase. O maiorproblema do time uruguaio será a ausência do jogador MarceloTejera, considerado o "cérebro" da equipe, que sofreu umacontusão no pé.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.