S. Caetano resgata esquema com 2 volantes

A vitória do São Caetano sobre o Fluminense, por 2 a 0, quinta-feira à noite, foi muito importante para o time do ABC. Não apenas porque quebrou o jejum de seis jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro, como ratificou a tese do técnico Nelsinho Baptista de que o esquema 4-4-2 vai vigorar daqui para frente no estádio Anacleto Campanella.Aquele excesso de volantes no meio campo e o isolamento dos atacantes são coisas do passado. Pelo menos, após as palavras do novo técnico que substituiu Mário Sérgio, que entregou o cargo após a derrota de 2 a 1 para o Goiás."Gosto de usar o esquema 4-4-2, com dois volantes e dois meias. Acho que o time estava com muitos volantes", explica Nelsinho, fazendo questão de dizer que Marco Aurélio, Ramalho e Fábio Santos, antes titulares, vão ter suas chances nos próximos jogos, desde que seja necessário.Por enquanto, seus titulares são Marcelo Mattos e Mineiro, seu velho conhecido desde os tempos de Ponte Preta. Com relação aos reforços, ele desmentiu que tivesse indicado o lateral Baiano, que acertou com o Palmeiras. E espera ter, o mais breve possível , os dois novos atacantes: Warley, ex-Udinese da Itália, e Somália, que voltou do futebol árabe.O próximo jogo do São Caetano será contra o Internacional, domingo, às 18 horas, no estádio Beira Rio, em Porto Alegre. O elenco se apresentou nesta sexta-feira à tarde, fez um treino físico leve. Após o recreativo de sábado pela manhã, a delegação viajará par a Porto alegre. O time que venceu o Fluminense deve ser mantido, apesar das voltas de Adhemar e Raulen, que cumpriram suspensão automática. Antes do início da 22ª rodada, o São Caetano é oitavo lugar, com 30 pontos.

Agencia Estado,

25 de julho de 2003 | 16h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.