Saída de Luizão ajuda Éwerthon e Gil

Com a saída de Luizão do Corinthians, Éwerthon e Gil ganham a chance de se firmarem como atacantes do time. Os dois são formados nos amadores do clube. "Nós jogamos juntos desde os juvenis, um conhece bem o outro", disse Éwerthon, de 19 anos, poucos meses mais jovem do que o companheiro. "Nosso forte é a velocidade". Éwerthon ressaltou ainda que o futebol deles até combina no lado de atuar em campo. "Eu sou destro, e o Gil é canhoto", comenta Éwerthon. "É por isso que nossas jogadas sempre deram certo. E começamos junto também com o Fernando Baiano (que se recupera de uma cirurgia no joelho)". Éwerthon havia sido um dos destaques do time na goleada do Corinthians sobre o Santos por 5 a 0 ao entrar no segundo tempo no lugar de Paulo Nunes. Ele marcou dois gols na partida. Gil também entrou no segundo tempo, mas com a goleada já definida. Depois, contra o Joinville, pela Copa do Brasil, (vitória do time paulista por 3 a 1) Éwerthon entrou novamente no lugar de Paulo Nunes, que havia se machucado.Éwerthon foi mantido na equipe nos 3 a 0 sobre o Mogi, há uma semana em Mogi, e estava escalado para formar dupla com Luizão neste sábado. "Mas fiquei surpreso com a notícia que ele não jogaria, porque está deixando o clube", disse Éwerthon. "Se vai ser bom para mim a saída de Luizão? Olha, estou preparado para jogar", diz Éwerthon, que faz planos para ser beneficiado pela Lei Pelé. Seu contrato com o Corinthians terminará em 2003. Isso significa que poderá ficar livre do passe aos 22 anos. "Tenho de esforçar para estar bem até lá", afirmou Éwerthon que disse desconhecer o interesse de um clube espanhol na sua contratação.Gil também está contente com a chance que tem para enfrentar o União Barbarense. Ele ressalta que, com o fim do passe, os clubes terão agora de apostar mais nos jogadores jovens formados em casa. "É o momento de os atletas que saíram dos juniores ter mais oportunidades. Aqui, no Corinthians, sempre tive apoio, ganhei uma base forte para enfrentar o desafio. Tenho de provar que estou pronto para jogar seja qual for a situação", afirmou Gil.Por causa da ausência de Luizão, o técnico Wanderley Luxemburgo teve até de fazer um treino tático pela manhã para testar novamente o esquema da equipe com a nova dupla de atacantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.