Pau Barrena/AFP
Pau Barrena/AFP

Saída de Messi: jornais dizem que Barcelona não vai abrir mão do meia argentino

Possível transferência do atacante repercutiu em todo o mundo

Raul Vitor, Especial para o Estadão

26 de agosto de 2020 | 11h25

"Adeus?" O ponto de interrogação tem um motivo. Essa foi a pergunta que estampou a capa dos principais veículos esportivos da Europa nesta quarta-feira. Isso porque a possibilidade de Messi deixar o Barcelona aparenta estar cada vez mais próxima. O jornal Marca, da Espanha, que junto aos argentinos Olé e TyC Sports, deu a informação sobre o desejo de Lionel deixar o clube catalão antes do começo da próxima temporada e enfatizou a notícia ao relatar o apelo do camisa 10: "quero deixar o Barcelona".

Em seu site, no entanto, o veículo ressalta que os dirigentes catalães não pretendem abrir mão do argentino tão facilmente. "Não contemplamos a saída de Messi porque queremos que ele fique. Pensamos em construir o futuro do Barça ao lado do melhor jogador do mundo", revelou Ramón Planes, secretário técnico do Barcelona.

O jornal espanhol As, por sua vez, também destacou a possibilidade de saída do argentino em sua capa. Segundo o veículo, Messi pretende deixar o clube sem pedir nada em troca. Ocorre que a cúpula de dirigentes do clube catalão só irá liberá-lo por mais de 222 milhões de euros (R$ 1,4 bilhão). Ele tem contrato até o meio do ano que vem.

Contudo, em seu site, o periódico informa que a Fifa não fará oposição à saída do argentino, caso o Barcelona recorra aos tribunais esportivos. A entidade máxima do futebol dará prioridade ao direito do jogador de trabalhar. A Uefa, que traça as diretrizes do futebol europeu, segue a mesma linha de raciocínio.

Quem também questionou o possível "adeus" de Messi foi o jornal francês L'Équipe. Em sua capa, o informatico cita que a "dupla de Manchester", ou seja, City e United, e a Inter de Milão estariam interessados em recrutá-lo. O veículo ainda relembra que essa não é a primeira vez que Lionel vive momentos de tensão no clube e cita, por exemplo, o episódio de 2013, quando o jogador afirmou que o então vice-presidente do clube, Javier Faus, "não entendia nada de futebol".

O periódico catalão Sport informa em sua capa que o desejo do argentino de deixar o clube deu início a uma "guerra". Em seu site, o veículo ainda crava que a decisão de Messi é irreversível  e que se trata de uma questão em que a resposta é única "sim ou sim". Além disso, o veículo inclui o Paris Saint-Germain na lista de interessados pelo camisa 10. É o time de Neymar e Mbappé.  

Em resumo, parece que, de fato, Messi quer sair do Barcelona. No entanto, seu desejo não é uma ordem. Haverá disputas interns. Há contratos. Os dirigentes do clube catalão serão resistentes e tentarão convencer um dos maiores jogadores da história do Barcelona – se não o maior – a ficar. 

Confira algumas das capas dos jornais pelo mundo

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.