Saída de Ricardinho, ofusca Cuca e reforços

O Centro de Treinamento do São Paulo estava lotado, nesta segunda-feira. Parecia até véspera de final de campeonato. A imprensa, em peso, compareceu ao local para fazer a cobertura da apresentação dos novos contratados da equipe e do técnico Cuca. A maior torcida uniformizada, a Independente, também apareceu e exigiu a liberação para entrar no local. Conseguiu. No fim das contas, o episódio Ricardinho acabou roubando a cena e ofuscando Cuca e companhia. ?Fiquei sabendo da saída do Ricardinho na noite do domingo?, contou o treinador. Foi justamente na noite de domingo que ficou definida a rescisão do contrato do meia, que, segundo Cuca, não tinha lugar garantido entre os titulares. Os atletas se disseram surpresos com a notícia e utilizaram o discurso padrão. ?Será um desfalque para o nosso time.? Os zagueiros Rodrigo e Fabão, o lateral-direito Cicinho, o meia Vélber e o atacante Grafite posaram pela primeira vez com a camisa tricolor, pela manhã, e, à tarde, fizeram trabalho físico com o restante do grupo. Apenas Danilo faltou à festa, pois teve problemas para chegar a São Paulo. Cuca disse que seu sonho é conquistar a Libertadores e acredita que a missão é bem possível. O técnico deverá ganhar, nesta terça-feira, mais um reforço. Trata-se do meia Marquinhos, ex-Paraná, que negocia os últimos detalhes do contrato. Seus direitos pertencem ao Bayer Leverkusen, que o liberou para ficar no Brasil. O clube está, por outro lado, perdendo o zagueiro Jean, que deverá se transferir para o futebol russo. O jogador nem sequer apareceu na apresentação nesta segunda-feira. Já viajou para a Rússia, embora tenha contrato com o São Paulo até março. Patrocínio ? O São Paulo obteve, no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, decisão que revoga liminar que o impedia de firmar novos compromissos com patrocinadores, conseguida pela LG Eletronics. O clube pretende, agora, assinar contrato com a Siemens, mas os coreanos da LG, em nota oficial, garantem que a decisão não é definitiva e, se o São Paulo fechar com a Siemens, a empresa de eletroeletrônicos promete voltar à Justiça para pedir indenização por perdas e danos.

Agencia Estado,

12 de janeiro de 2004 | 20h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.