Lindsey Parnaby/AFP
Lindsey Parnaby/AFP

Salah assina renovação de contrato por 'longo prazo' com o Liverpool

Jogador teve a melhor temporada de sua carreira em 2017/2018 ao marcar 44 gols em 52 jogos

Estadão Conteúdo

02 Julho 2018 | 05h46

Grande responsável pela ótima campanha do Liverpool na última temporada, o atacante Mohamed Salah permanecerá no clube por muito tempo. Pelo menos foi isso que indicou o time inglês nesta segunda-feira, ao anunciar a renovação de contrato do jogador egípcio, de 26 anos.

+ Apresentado como reforço do Liverpool, Keita recebe camisa 8 das mãos de Gerrard

+ Liverpool anuncia a contratação do brasileiro Fabinho, do Monaco

+ Emre Can passa por exames médicos na Juventus e deve reforçar clube italiano

O período previsto no novo contrato não foi revelado pelo Liverpool, que informou apenas que trata-se de um vínculo de "longo prazo". "O atacante selou compromisso do seu futuro com o Liverpool ao assinar o acordo, um pouco mais de um ano depois de chegar ao clube vindo da Roma", informou.

Salah teve a melhor temporada de sua carreira em 2017/2018 ao marcar 44 gols em 52 jogos com a camisa do Liverpool, incluindo 32 no Campeonato Inglês, um recorde desde que a competição passou a ser disputada em 38 rodadas. Também foi o responsável maior por levar o time à decisão da Liga dos Campeões, caindo diante do Real Madrid.

 

Justamente na final, porém, sofreu importante lesão no ombro após lance com Sergio Ramos, o que comprometeu sua participação na Copa do Mundo. Mesmo assim, o atacante marcou dois gols na decepcionante campanha do Egito, que perdeu suas três partidas na Rússia, para Uruguai, Rússia e Arábia Saudita.

Salah foi revelado pelo Al-Mokawloon, de seu país, mas ganhou destaque na Europa com a camisa do Basel, da Suíça, entre 2012 e 2014. Foi contratado pelo Chelsea, mas não estourou no clube, o que fez com que fosse emprestado à Fiorentina. De lá, acertou com a Roma, mas só mostrou seu melhor futebol quando chegou ao Liverpool em 2017.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.