Williams Aguiar/Sport Club do Recife
Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Salgueiro questiona resultado e final do Pernambucano pode ser impugnada

Equipe perdeu o título para o Sport na última quarta-feira com um gol anulado de forma polêmica a seu favor

Estadão Conteúdo

06 de julho de 2017 | 19h26

O resultado da partida final do Campeonato Pernambucano, em que o Sport venceu o Salgueiro por 1 a 0 e conquistou o título, corre o risco de ser impugnado. Na tarde desta quinta-feira, o Tribunal de Justiça Desportiva de Pernambucano determinou à Federação Estadual que não homologue o resultado até o julgamento da ação impetrada pelo goleiro Luciano, do clube do interior. O jogador questiona a anulação de um gol de seu time, confirmada após consulta ao árbitro de vídeo.

O lance questionado ocorreu aos 24 minutos do segundo tempo da partida realizada no dia 28 de junho, em Salgueiro. Após a cobrança de um escanteio, Álvaro fez o gol do time da casa. No entanto, o auxiliar Emerson Carvalho considerou que, na cobrança feita por Daniel, a bola fez uma curva e saiu de campo antes de chegar à área. O árbitro Wilton Pereira Sampaio atendeu a marcação.

Diante das reclamações, o árbitro de vídeo, Péricles Bassols, foi consultado. Depois de cerca de cinco minutos, Wilton Sampaio confirmou a marcação do assistente Carvalho e deu tiro de meta. Pouco depois, o Sport fez 1 a 0 e garantiu o título.

Em sua ação pedindo a impugnação da final, Luciano, que é goleiro reserva do Salgueiro, alega que Emerson Carvalho estava mal posicionado.

Nesta quinta, o vice-presidente do TJD de Pernambuco, Vitor Andrade Vieira, presidente em exercício do tribunal, recebeu a petição do goleiro e determinou à federação que não faça a homologação do resultado da partida, e consequentemente do título do Sport, até o julgamento do mérito da questão. Isso deve ocorrer em duas semanas.

Vieira disse que apenas atestou a "a admissibilidade da petição", atendendo ao artigo 84, §3º do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). "O Presidente do Tribunal (STJD ou TJD), ao receber a impugnação, dará imediato conhecimento da instauração do processo ao presidente da respectiva entidade de administração do desporto, para que não homologue o resultado da partida, prova ou equivalente até a decisão final da impugnação", diz o texto.

A Federação Pernambucana tem dois dias para se manifestar sobre a ação do goleiro reserva do Salgueiro. O mesmo prazo foi dado ao Sport. Em seguida, será aberto o prazo para a procuradoria do tribunal se manifestar.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolSport Club do Recife

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.