Reuters
Reuters

Salzburg revela seis casos de coronavírus e rejeita convocação para Liga das Nações

Equipe austríaca é mais uma vítima da covid-19 e em razão disso, decidiu não liberar seus atletas convocados para seleções nacionais

Redação, Estadão Conteúdo

09 de novembro de 2020 | 09h25

A diretoria do RB Salzburg, da Áustria, revelou, nesta segunda-feira, que seis jogadores do seu elenco testaram positivo para o coronavírus. Os atletas, que são integrantes de seleções de seus países e não tiveram seus nomes revelados, estão fora da rodada do fim de semana da Liga das Nações.

"Os jogadores, atualmente sem sintomas, estão em auto-isolamento", informou a nota do time austríaco, no qual apontou que o restante do elenco está em "quarentena do computador", o que significa que eles só podem se mover entre suas casas para treinar e estádios onde os jogos são disputados. "Todas as convocações para do Salzburg estão, no momento, rejeitadas."

Os testes foram realizados após o jogo de domingo, no qual o Salzburg empatou, por 1 a 1, com o Rapid Viena, pelo Campeonato Austríaco. Antes do jogo, todo o elenco e comissão técnica da equipe apontaram negativo nos exames.

Entre os jogadores selecionáveis do Salzburg está o suíço Noah Okafor, cuja seleção vai enfrentar, no sábado, na Basileia, a Espanha pela quinta rodada do Grupo 4 da Liga das Nações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.