Samir é um dos reforços corintianos

O meia-atacante Samir, do Vitória-BA, é o primeiro reforço do Corinthians para a temporada de 2004. O negócio já foi fechado entre os dois clubes e o jogador, mas essa contratação só será confirmda oficialmente na sexta-feira, quando a diretoria planeja anunciar um pacote com os cinco outros reforços cujas negociações ainda estão em andamento mas que deverão ser fechadas até o final da semana. A preocupação da diretoria é até compreensível. Os dirigentes temem que, anunciando isoladamente a contratação de um jogador ainda pouco conhecido, possa frustrar a expectativa do torcedor corintiano. Já num pacote, ao lado de jogadores mais conhecidos, como Gilberto e Tinga, do Grêmio, e Alex Mineiro, do Atlético-PR, a contratação de Samir seria vista de uma outra forma pela opinião pública. Em contato com a Agência Estado, hoje, o diretor-técnico Roberto Rivellino confirmou que o clube já tem o seu primeiro reforço para 2004 assegurado mas não quis revelar quem é. "Estamos trabalhando para anunciar um pacote com todos os reforços até a sexta-feira", afirmou o dirigente. O Corinthians também trabalha com a expectativa de trazer Freddy Rincón de volta. O colombiano, de 37 anos, que abandonou o Parque São Jorge brigado com o ex-diretor de Futebol Carlos Nujud, em 2000, disse que ficou com as portas abertas no Corinthians depois da demissão daquele dirigente. "Meu problema sempre foi só com ele.Então...". Muita gente no Parque São Jorge defende a volta de Rincón por se tratar de um líder. A sua volta é vista com bons olhos também pelo técnico Juninho para comandar os garotos dentro de campo. Além disso, o Corinthians corre sério risco de perder um de seus poucos jogadores experientes no elenco: o volante Vampeta. O jogador até admite estudar uma redução salarial, de R$ 120 mil para R$ 80 mil, em 2004, mas não aceitará em hipótese alguma perdoar os R$ 500 mil que o clube lhe deve do contrato atual. As outras contratações também estão todas bem encaminhadas. Gilberto e Tinga, do Grêmio, devem dar o sim ao Corinthians quarta-feira, depois de um encontro com o presidente do clube gaúcho, amanhã. "Ele foi muito leal com a gente e merece um voto de confiança pela sinceridade quando se referiu à situação financeira do clube", disse o jogador, que assumiu o compromisso de salvar o clube do rebaixamento. Quanto ao atacante Alex Mineiro, do Atlético-PR, as negociações ficaram de ser concluídas entre os dois presidentes, Alberto Dualib e Mário Celso Petráglia, que marcaram um encontro no Rio de Janeiro, após o Conselho Arbitral da CBF. A favor do Corinthians está a vontade do próprio Alex Mineiro, que tem contrato até dezembro de 2004 com o Atlético-PR mas já andou dizendo que adoraria jogar no Parque São Jorge. Dinheiro, ao que parece, não será problema. Ele mesmo afirmou que aceita ganhar o salário-teto do clube, de R$ 80 mil. Do elenco atual, que saiu de férias hoje, César, Fumagalli, Cocito, Jameli e Robert não se apresentam na volta, no dia 12 de janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.