Reprodução Twitter @fcsampaiocorrea
Reprodução Twitter @fcsampaiocorrea

Sampaio Corrêa encerra jejum de 3 anos e fatura o 33º título no Maranhão

Tradicional equipe superou o Cordino por 2 a 1 para ser campeão

Estadão Conteúdo

29 de junho de 2017 | 22h50

Saiu nesta quinta-feira mais um campeão estadual no futebol brasileiro - o 25.º dos 26 Estados da federação mais o Distrito Federal. É o Sampaio Corrêa, que encerrou um jejum de três anos sem conquistas e faturou o seu 33.º título do Campeonato Maranhense. Para levantar a taça, derrotou de virada o Cordino por 2 a 1, no estádio Frei Epifânio, em Imperatriz (MA), no segundo jogo da final.

Na partida de ida, há uma semana, o Sampaio Corrêa já tinha vencido também por 2 a 1, no estádio Nhôzinho Santos, em São Luis. Assim, jogava por um empate nesta quinta-feira, mas ganhou novamente com os gols de Isac e Da Silva (contra). Fredson, também contra a própria meta, havia aberto o placar para o Cordino, que se classificou à decisão por ter vencido primeiro turno - o Sampaio Corrêa ganhou o segundo.

Com o título do Campeonato Maranhense, o Sampaio Corrêa garante uma vaga direta na fase de grupos da próxima edição da Copa do Nordeste, enquanto que o Cordino, com o vice, disputará a fase preliminar da competição regional. As duas equipes também estão garantidas na Copa do Brasil de 2018.

Também nesta semana saiu outro campeão estadual. Na última quarta-feira, o Sport derrotou o Salgueiro, no interior do Estado, e conquistou o título do Campeonato Pernambucano. A grande maioria dos Estaduais teve os seus campeões definidos no início de maio - como, por exemplo, Corinthians (Paulista), Flamengo (Carioca), Atlético Mineiro (Mineiro) e Novo Hamburgo (Gaúcho).

Agora só faltam definir dois Estaduais em 2017. São eles em Rondônia, em que a decisão será entre Real Ariquemes e Barcelona, e no Amapá, que ainda não teve o seu início - somente no segundo semestre.

Tudo o que sabemos sobre:
Futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.