Sampaio Corrêa perde em casa para o Vila Nova em jogo atrasado da Série B

Elenco de Flávio Araújo perdeu para o Vila Nova por 3 a 0

Estadão Conteúdo

25 Outubro 2016 | 22h43

O Sampaio Corrêa encerrou a sequência de quatro jogos sem perder no Campeonato Brasileiro da Série B nesta noite. Em jogo atrasado pela 28.ª rodada, no estádio do Castelão, em São Luís (MA), o elenco de Flávio Araújo perdeu para o Vila Nova por 3 a 0 e se manteve na lanterna da classificação. Já os goianos ainda sonham com um acesso à elite nacional.

Dentro de casa, o jogo poderia recolocar os maranhenses na briga contra o descenso, já que o Bragantino, primeiro na degola, tem 30 pontos. Com a derrota o Sampaio ficou estacionado nos 27 pontos, igual ao Tupi, mas com uma vitória a menos - seis contra cinco. Já o Vila Nova chegou aos 46 pontos e vê o Londrina, primeiro no G4, com 52.

Logo no primeiro lance claro do confronto, o atacante Joãozinho recebeu um lançamento de Wagner Bueno e limpou a marcação de Eder Sciola na lateral esquerda só no corpo. Ele invadiu a grande área e não serviu nenhum dos três companheiros que apareceram livres. Preferiu chutar e acertou a trave, com Rodrigo Ramos já caído, sem chances de afastar.

O camisa 9 do Vila Nova era o jogador que mais buscava jogo e tentava se desvencilhar da marcação, tornando o time visitante perigoso nos contra-ataques. Até que, aos 35 minutos, ele invadiu a grande área em velocidade e foi derrubado pelo zagueiro Wagner. Na cobrança do pênalti, o lateral Marcelo Cordeiro, homem das bolas paradas, balançou as redes.

Mesmo com a vantagem no marcador, quem seguiu pressionando foram os goianos. Na volta para a segunda etapa, o técnico Guilherme Alves até tirou Joãozinho de campo, mas não mudou a características ofensivas dos seus comandados. Até que aos 31 minutos, o meio campista do Sampaio Corrêa, Rayllan, foi expulso com o cartão vermelho direto por uma falta no contra-ataque.

Com um a vantagem numérica, o Vila Nova caminhava para mais uma vitória na competição, se não fosse o árbitro Flávio Rodrigues de Souza. Em uma cobrança de falta para a grande área, o volante Caíque acertou o atacante Thiago Santos. Numa nova cobrança de pênalti, desta vez para o Sampaio, Gustavo Marmentini desperdiçou.

Antes do apito final, em outro contra-ataque de velocidade, o atacante Mateus Anderson se aproveitou da liberdade no meio de campo, avançou sem a bola e recebeu livre entre os zagueiros. Ele nem dominou, esperou a saída de Rodrigo Ramos e tocou na saída, pelo alto. Ele mesmo fez o terceiro aos 46 minutos, em novo vacilo da defesa adversária.

O Vila Nova volta a campo no próximo sábado, pela 33.ª rodada, contra o Tupi, em Juiz de Fora (MG). Já o Sampaio Corrêa sai diante do Paysandu, às 17 horas de sábado, no Mangueirão, em Belém (PA).

FICHA TÉCNICA:

SAMPAIO CORRÊA 0 X 3 VILA NOVA

SAMPAIO CORRÊA - Rodrigo Ramos; Éder Sciola, Wagner, Luiz Otávio e Rafael Estevam; Diego Lorenzi (Hiltinho), Diogo Orlando, Cleitinho (Gustavo Marmentini) e Lucas Sotero (Rayllan); Pimentinha e Thiago Santos. Técnico: Flávio Araújo.

VILA NOVA - Wagner Bueno; Maguinho, Gustavo Geladeira, Reginaldo e Marcelo Cordeiro; Victor Bolt, Wellington Simião, Fagner (Caíque), Geovane (Reniê) e Fabinho; Joãozinho (Mateus Anderson). Técnico: Guilherme Alves.

GOLS - Marcelo Cordeiro, pênalti, aos 36 minutos do primeiro tempo. Mateus Anderson, aos 40 e 46 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza (SP).

CARTÕES AMARELOS - Wagner e Luiz Otávio (Sampaio Corrêa); Maguinho, Gustavo Geladeira, Victor Bolt, Fagner e Caíque (Vila Nova).

CARTÃO VERMELHO - Rayllan (Sampaio).

RENDA - Não disponível.

PÚBLICO - 3.055 pagantes (3.960 pessoas).

LOCAL - Estádio Castelão, em São Luís (MA).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.