Divulgação/Sampaio Correa Twitter Oficial
Divulgação/Sampaio Correa Twitter Oficial

Sampaio Corrêa quebra tabu e derrota o Oeste pela primeira vez na Série B

Times se enfrentaram sete vezes na história do confronto, com dois empates e quatro vitórias para o clube paulista

Estadão Conteúdo

09 Junho 2018 | 19h06

O Sampaio Corrêa entrou na briga por um lugar entre os quatro primeiros colocados neste sábado ao vencer o Oeste pelo placar de 2 a 0, em partida realizada no estádio Castelão, em São Luis, pela 10.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Esta é a primeira vez que o time maranhense derrotou o rival na segunda divisão nacional. Os dois gols foram marcados por Bruninho.

+ Confira a tabela de classificação da Série B do Campeonato Brasileiro

+ São Bento bate o líder Fortaleza e vira o único invicto da Série B do Brasileiro

+ Em Campinas, Guarani sofre gol de pênalti no final e cede empate ao Vila Nova

Os times se enfrentam sete vezes na história do confronto. Foram dois empates, quatro vitórias do Oeste, além do triunfo do Sampaio Corrêa conquistado neste sábado.

Com o resultado, o time maranhense foi para 14 pontos na tabela de classificação, três atrás do primeiro no G4 - a zona de acesso. O Oeste, por sua vez, já não vence há quatro jogos e continua flertando com a zona de rebaixamento. O time paulista tem 11 pontos, contra oito do Criciúma - a equipe catarinense abre o descenso.

A expectativa era de um jogo aberto, com as duas equipes se atirando ao ataque em busca do gol, mas quem foi ao estádio Castelão viu uma partida muito truncada no meio de campo. Mesmo assim, o Sampaio Corrêa contou com uma boa triangulação do seu trio ofensivo para abrir o placar aos 22 minutos. Alexandro recebeu e deu de calcanhar para Danielzinho. O meia disparou em velocidade e tocou para Bruninho chutar para o fundo das redes.

O Oeste acabou sentindo e se mostrou muito nervoso nos minutos seguintes. Assim veio o castigo, aos 27. Bruninho partiu para cima de Lídio, passou pelo marcador e chutou de longe para fazer 2 a 0. O terceiro só não veio no final do primeiro tempo porque o goleiro Tadeu defendeu um chute à queima-roupa de Diego Silva, salvando a equipe paulista.

O Sampaio Corrêa voltou melhor para o segundo tempo e foi perdendo logo de cara duas oportunidades de ampliar. Bruninho tentou de bicicleta e quase fez um bonito gol. Na sequência, Fernando Sobral avançou pela direita e chutou para defesa de Tadeu.

Mas foi o Oeste quem perdeu a melhor chance nestes primeiros minutos. Após cobrança de escanteio, Lídio desviou. A bola bateu em Danielzinho e sobrou limpa para Leandro Amaro. Na entrada da pequena área, o zagueiro chutou para fora.

A partir daí, o Oeste caiu de produção e viu o Sampaio Corrêa ter novamente um leve domínio da partida. O time maranhense ainda teve a chance de fazer mais um com Danielzinho, mas acabou confirmando o triunfo por 2 a 0.

Na próxima rodada, a 11.ª, o Sampaio Corrêa visita o Figueirense nesta terça-feira, às 20h30, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O Oeste entra em campo apenas no próximo sábado para enfrentar o Criciúma, às 19 horas, na Arena Barueri, em Barueri (SP).

FICHA TÉCNICA

SAMPAIO CORRÊA 2 x 0 OESTE

SAMPAIO CORRÊA - Andrey; Bruno Moura, Joécio, Maracás e Alyson; William, Diego Silva, Fernando Sobral, Danielzinho (Rodrigo Fumaça) e Bruninho (Wellington Rato). Alexandro (Uilliam). Técnico: Roberto Fonseca.

OESTE - Tadeu; Daniel Borges, Patrick, Leandro Amaro e Guilherme Romão; Lídio, Betinho (Claudinho), Rodrigo Souza (Pedrinho), Mazinho, Danielzinho e Bruno Lopes (Léo Artur). Técnico: Roberto Cavalo.

GOLS - Bruninho, aos 22 e aos 27 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - William (Sampaio Corrêa); Bruno Lopes e Leandro Amaro (Oeste).

ÁRBITRO - Felipe Gomes da Silva (PR).

RENDA - R$ 50.045,00.

PÚBLICO - 4.720 pagantes (6.417 no total).

LOCAL - Estádio Castelão, em São Luis (MA).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.