Sampaio Corrêa segura 1 a 1 e Ceará continua fora do G-4

Bill e Eloir marcaram os gols da partida válida pela 28º rodada da Série B, disputada na Arena Castelão, em Fortaleza 

Estadão Conteúdo

07 de outubro de 2014 | 22h01

Com grande atuação do goleiro Rodrigo Ramos e com um jogador a menos desde os 16 minutos do segundo tempo, o Sampaio Corrêa conquistou um ponto importante em termos de classificação no empate, por 1 a 1, diante do Ceará, nesta terça-feira, em plena Arena Castelão, em Fortaleza, pela 28.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

O Ceará desperdiçou grande chance de entrar no G4, a zona de acesso, na rodada. Com o resultado, volta a tropeçar e segue sendo inconstante neste segundo turno, ficando assim apenas na quinta colocação com 47 pontos. O Sampaio Corrêa, por sua vez, aumenta a sua invencibilidade para cinco partidas e já soma 42 pontos, deixando o sonho do acesso ainda vivo.

Com o objetivo de ficar entre os quatro primeiros colocados até o final da rodada, o Ceará tomou a iniciativa do jogo, mas demorou para conseguir passar pela forte marcação do Sampaio Corrêa. A primeira boa chance saiu dos pés de Magno Alves, que invadiu a área e foi derrubado por Jonas, mas o árbitro nada marcou.

Em seguida, aos 13 minutos, o centroavante fez boa jogada pelo lado direito de campo e cruzou para Bill empurrar para o fundo das redes e abrir o marcador.

Após o gol, as equipes se revezaram no ataque. O Sampaio Corrêa respondeu com Gilton em cobrança de falta, mas Luis Carlos socou para escanteio. O goleiro fez outra grande defesa no chute cruzado de Tote. Um pouco antes, Ricardinho chutou e só não fez o segundo pois Rodrigo Ramos defendeu. Na cobrança, Bill estava em posição irregular.

O clube maranhense foi apertando aos poucos e chegou ao gol de empate aos 38 minutos. Eloir invadiu a área pelo lado esquerdo e tentou o cruzamento. Wellington Carvalho cortou com a mão e a penalidade máxima foi marcada. Na cobrança, o meia chutou no seu canto direito. A bola bateu caprichosamente na trave antes de entrar.

Na segunda etapa, era esperado uma pressão inicial da equipe mandante, mas foi o Sampaio Corrêa que quase virou a partida. Aos 6 minutos, Uillian Corrêa arriscou o chute de longe, Luis Carlos defendeu e a bola sobrou para William Paulista. Na hora de concluir, porém, foi travado pelo goleiro cearense, que mostrou grande reflexo na jogada.

Mesmo melhor no segundo tempo, o Sampaio Corrêa viu a situação piorar aos 16 minutos, quando Edimar acabou sendo expulso. Com um a mais, o Ceará cresceu e partiu para cima em busca da vitória. Ricardinho chutou à esquerda de Rodrigo Ramos. Logo depois, Magno Alves invadiu a área, passou pelo goleiro e chutou para fora.

Nos minutos finais, o Ceará foi para a pressão. Bill teve a chance à queima-roupa, mas Rodrigo Ramos levou a melhor. Na sobra, Marcos chutou e também parou no goleiro, que pulou nos pés do meia para salvar o Sampaio Corrêa.

Na próxima rodada, a 29.ª, o Ceará enfrenta o Bragantino nesta sexta, às 19h30, novamente na Arena Castelão, em Fortaleza. Já o Sampaio Corrêa tem pela frente o América-RN, neste sábado, às 16h20, na Arena das Dunas, em Natal.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 1 x 1 SAMPAIO CORRÊA

CEARÁ - Luis Carlos; Samuel Xavier (Marcos), Wellington Carvalho, Sandro e Helder Santos; João Marcos, Ricardinho (Eduardo), Souza e Nikão; Bill e Magno Alves. Técnico: Sérgio Soares.

SAMPAIO CORRÊA - Rodrigo Ramos; Tote (Edimar), Luis Otávio, Mimica e Gilton; Jonas, Uillian Correia, Marino e Eloir; Pimentinha (Hiltinho) e Willian Paulista (Válber). Técnico: Lisca.

GOLS - Bill, aos 13, e Eloir (pênalti), aos 40 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Helder Santos e Marcos (Ceará); Luis Otávio e Marino (Sampaio Corrêa).

CARTÃO VERMELHO - Edimar (Sampaio Corrêa).

ÁRBITRO - Guilherme Ceretta de Lima (SP).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Arena Castelão, em Fortaleza (CE).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BCearáSampaio Corrêa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.