Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Sampaoli afirma que 'faltou contundência' ao Santos em empate com o CSA

Técnico diz que tempo quente não justifica tropeço em Maceió diante do CSA

Redação, Estadão Conteúdo

05 de maio de 2019 | 22h06

O técnico Jorge Sampaoli descartou o gramado ruim e o forte calor em Maceió como os vilões do Santos no empate em 0 a 0 com o CSA, neste domingo, e preferiu analisar o desempenho de seus comandados, que, segundo o treinador, não tiveram contundência para vencer.

"Calor não é desculpa por não termos ganhado. Não ganhamos pois não concretizamos as chances. Buscamos a vitória. Calor e o gramado não são justificativas", destacou o treinador na coletiva após a partida. "Nos faltou contundência, definir melhor. Buscar mais variações no ataque", completou.

Sampaoli disse que o clima e o estado do gramado não atrapalharam o time, mas explicou que foram fatores determinante para as mudanças que promoveu na escalação, além do desgaste físico de alguns atletas e da característica do adversário. Victor Ferraz, Jean Lucas e Cueva foram titulares e Carlos Sánchez, Jean Mota e Soteldo começaram o jogo no banco - Os dois último entraram no segundo tempo.

"Mesclar jogadores é pôr em jogo os que estão mais frescos e lúcidos em jogo de um gramado lento, com muito calor. Jogamos há menos de 72 horas e com longa viagem. Será assim em todo o ano, depende da forma dos que terminam os jogos. Podemos fazer variações pensando sempre no rival", explicou o treinador argentino.

O elenco vai receber folga nesta segunda e terça-feira e, sem jogos durante o meio de semana, se reapresenta aos trabalhos somente na quarta. O próximo compromisso é diante do Vasco, no Pacaembu, no domingo, às 16 horas, pela quarta rodada do Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.