Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Sampaoli cobra diretoria do Santos: 'Faz cinco meses que pedi dois centroavantes'

Ricardo Oliveira e Fernando Uribe são nomes especulados no clube nos últimos dias

Redação, Estadão Conteúdo

27 de maio de 2019 | 08h30

Depois de perder para o Palmeiras por 4 a 0, o Santos voltou a tropeçar no Campeonato Brasileiro empatando em 0 a 0 contra o Internacional, no estádio da Vila Belmiro, em Santos, no domingo, em jogo válido pela sexta rodada. Após a partida, o técnico argentino Jorge Sampaoli voltou a cobrar a diretoria santista sobre a contratação de camisas 9.

"Faz cinco meses que pedi dois centroavantes para que a equipe respire", disse Sampaoli. "Quando falamos de Ricardo Oliveira, de Uribe, de jogadores que tenham muitos gols, é porque a equipe necessita. Estamos sempre pedindo aos dirigentes a contratação de jogadores assim", comentou o argentino.

Ídolo do Santos, Ricardo Oliveira está no Atlético-MG, enquanto que o colombiano Fernando Uribe é reserva do Flamengo. A contratação de ambos foi especulada nos últimos dias.

O treinador falou ainda sobre o mais novo reforço santista, Marinho, recém-contratado junto ao Grêmio. O atleta de 28 anos é atacante, mas joga pelo lado do campo. "Com Marinho, nós temos um extremo, um canhoto que pode dar valor, com muita profundidade", afirmou.

Ele também explicou que a chegada do ponta se deveu a uma sondagem de outra equipe. "É uma transação relacionada a um pedido do Grêmio por David Braz. Esperamos que Marinho nos mostre sua capacidade", disse o argentino. Braz estava emprestado pelo Santos ao Sivasspor, da Turquia. O zagueiro vai para o clube gaúcho, que recebeu cerca de R$ 4,5 milhões na negociação.

Em meio à sequência negativa e aos pedidos por contratações, Sampaoli terá desfalques para o próximo jogo - contra o Ceará, na Arena Castelão, em Fortaleza, no domingo, pelo Brasileirão. O zagueiro Gustavo Henrique, o volante Diego Pituca e o meia-atacante venezuelano Soteldo receberam cartões amarelos na partida contra o Internacional. Como estavam pendurados, ficam suspensos para o compromisso no Ceará.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.