Icaro Limaverde/Estadão
Icaro Limaverde/Estadão

Sampaoli descarta usar Valdivia no Chile: 'Veio para recuperação'

Técnico não pretende escalar meia nos amistosos com Irã e Brasil

Estadão Conteúdo

25 Março 2015 | 14h29

A contestada convocação do meia Valdivia para a seleção chilena foi justificada pelo técnico Jorge Sampaoli nesta quarta-feira. O treinador explicou que não utilizará o jogador do Palmeiras nos amistosos diante de Irã, nesta quinta-feira, e Brasil, no domingo, e que só o chamou para acompanhar de perto sua recuperação de uma lesão na coxa esquerda.

"O Jorge veio para continuar sua recuperação aqui. A pessoa que está recuperando ele está aqui. Compartilhamos a possibilidade de que o Jorge se recuperasse aqui, mas sem a possibilidade de participar nestas duas partidas", declarou em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

Valdivia vem fazendo tratamento para a lesão desde novembro do ano passado e, por isso, ainda sequer entrou em campo com a camisa do Palmeiras em 2015. Antes de viajar à Europa para os amistosos do Chile, chegou a fazer um coletivo e mostrou-se recuperado. Ainda assim, o técnico Oswaldo de Oliveira manifestou seu desejo de que o jogador fosse liberado da seleção, o que não foi atendido por Sampaoli.

O treinador argentino garantiu que a convocação só foi concretizada para que ele pudesse ajudar Valdivia. "Nós estamos aqui para apoiar um jogador que é muito valioso para o futuro. Queremos que esteja bem pela qualidade de jogador que tem, e vamos dar a oportunidade a quem precisar para fazer o favor de recuperar."

O último jogo de Valdivia aconteceu na rodada final do Brasileirão do ano passado, contra o Atlético-PR, quando ele revelou ter recebido infiltrações para poder atuar. A expectativa da comissão técnica é de que o meia volte da seleção em condições de atuar nas últimas duas rodadas do Campeonato Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.