Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Sampaoli deve usar ausência de Derlis para fazer testes para mata-mata

Atacante paraguaio leva o terceiro cartão amarelo e não enfrenta o Novorizontino

Leandro Silveira, Estadão Conteúdo

11 de março de 2019 | 15h44

O rodízio nas escalações e a adoção de um esquema tático diferentes vêm sendo constantes no Santos de Jorge Sampaoli, mas alguns jogadores já conquistaram o status de titulares absolutos no início de trabalho do treinador argentino. E um deles é o paraguaio Derlis González, vice-artilheiro santista na temporada com seis gols marcados.

O atacante participou de 13 dos 14 jogos do time no ano, tendo sido menos aproveitado apenas do que o zagueiro Gustavo Henrique e os meio-campistas Jean Mota e Carlos Sánchez, que atuaram em todos os duelos. Mas agora Derlis vai desfalcar o Santos. Após receber o terceiro cartão amarelo no empate sem gols com o Corinthians, no domingo, o paraguaio será desfalque no duelo de sexta-feira com o Novorizontino, no Pacaembu, pela penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Paulista.

Derlis só havia ficado de fora de um jogo do Santos em 2019, a estreia no Estadual contra a Ferroviária, quando estava com o futuro incerto. E só não foi titular uma vez depois disso, no triunfo por 1 a 0 sobre o Mirassol, quando entrou durante o segundo tempo, sendo que a maior parte dos titulares havia sido poupada para o primeiro duelo com o River Plate uruguaio pela Copa Sul-Americana.

Esse status elevado de Derlis também possui relação com a escassez de centroavantes de confiança para Sampaoli. Afinal, embora seja um jogador de velocidade, ele tem sido o atacante mais avançado na escalação santista. E sem o paraguaio, o treinador tem o atacante Rodrygo como principal candidato a exercer a sua função na partida contra o Novorizontino. E a outra opção é Eduardo Sasha, que inclusive ocupou a vaga de Derlis no duelo contra o Mirassol.

Sampaoli ainda não deu indicações de quem pretende escalar no ataque santista na sexta-feira, até por ter a possibilidade de poupar alguns jogadores, pelo desgaste físico, e também de realizar testes já pensando nas quartas de final do Paulistão.

Isso será necessário especialmente para o primeiro duelo do mata-mata do Estadual. Marcado para o mesmo período de Datas Fifa, o Santos já tem três desfalques certos, sendo um deles exatamente Derlis, que foi convocado para a seleção paraguaia. E o uruguaio Sánchez e o peruano Cueva também foram incluídos nas listas de suas respectivas equipes nacionais.

"Estamos vendo alternativas por conta do calendário. Vamos ter de jogar sem os convocados para as seleções no mata-mata", afirmou Sampaoli, após o empate por 0 a 0 contra o Corinthians, em entrevista coletiva. "O calendário é assim. Tudo que justifique como desculpa não me vai conduzir a nada. Temos de nos acostumar", acrescentou.

O duelo com o Novorizontino pode ser usado para testes por Sampaoli, mas também é importante para o Santos. Afinal, embora já esteja classificado às quartas de final do Paulistão ainda busca a melhor campanha do torneio e do seu grupo - o time está na frente em ambas as classificações, com 23 pontos, mas é seguido de perto pelo Red Bull Brasil, com 21.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.