Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Sampaoli diz que goleada sofrida não vai mudar suas convicções no Santos

Técnico afirma ter confiança no elenco e que Ituano foi muito eficiente nos contra-ataques

Redação, Estadão Conteúdo

03 de fevereiro de 2019 | 22h50

A campanha 100% do Santos no Campeonato Paulista chegou ao fim da pior forma possível. Após somar quatro triunfos, o time foi surpreendido pelo Ituano e massacrado por 5 a 1, no Novelli Júnior, neste domingo. Se o resultado pode levantar questionamentos ao estilo de jogo agressivo, ofensivo e que valoriza a posse de bola adotado por Jorge Sampaoli, o técnico argentino adiantou que não pretende alterá-lo.

"O trabalho continua da mesma forma. Creio que em todos jogos que o Santos fez, teve o controle. Continuo confiante nesse grupo, trabalhando a nossa ideia", afirmou Sampaoli, valorizando o que o Santos vinha fazendo até então no Paulistão, com 11 gols marcados e apenas um sofrido nas quatro primeiras rodadas.

Assim como havia feito nos compromissos anteriores, o Santos jogou no campo de ataque e valorizou a posse de bola. Mas foi sendo vazado com muita facilidade pelo Ituano, a ponto de ter levado três gols nos 20 primeiro minutos do duelo. E Sampaoli valorizou a precisão do Ituano para construir a goleada.

"Às vezes, a posse não determina o resultado. A gente sofreu seis, sete chutes e tomamos cinco gols. O rival se aproveitou dos espaços no contra-ataque", afirmou o treinador santista.

Apesar da derrota, o Santos está na liderança do Grupo A do Paulistão, com 12 pontos, e também tem a melhor campanha do Estadual. Sampaoli destaca a necessidade de o time não se abater com a dura goleada, ainda mais que já tem compromisso na quarta-feira, quando vai encarar o Altos, em Teresina, pela primeira fase da Copa do Brasil. "A gente tem que se levantar rapidamente", pediu o comandante argentino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.