Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Sampaoli exalta Santos: 'Fomos muito superiores do que o nosso rival'

Técnico diz que futebol é 'lindo' por nem sempre ser justo

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de abril de 2019 | 00h16

Satisfeito com a atuação do Santos no segundo jogo das semifinais do Campeonato Paulista, mas decepcionado com a eliminação nos pênaltis, após o triunfo por 1 a 0 no Pacaembu, o técnico Jorge Sampaoli evitou lamentar a queda nesta segunda-feira, exaltando a atuação dos seus jogadores. E lamentou, de fato, que o time não tenha apresentado o mesmo desempenho no primeiro confronto, no estádio do Corinthians, onde perdeu por 2 a 1.

"A equipe esteve a altura do que planejamos. Atacamos os 90 minutos. Fomos muito superiores do que o nosso rival. Foi uma partida de 180 minutos, tínhamos que ter pensado naquele jogo na arena deles. Hoje vimos um Santos muito ativo. Isso é o que estamos buscando desde que chegamos aqui. Um Santos que ataque, busque e proponha", afirmou, em entrevista coletiva.

Assim como alguns jogadores do Santos, Sampaoli evitou apontar como injusta a eliminação do Santos após um clássico em que ocupou o campo de ataque durante quase todos os 90 minutos, teve o controle da posse de bola e criou muitas chances de gol. Ele apontou que esse tipo de resultado, que pode ser visto como injusto, representa a beleza do futebol.

Além disso, avaliou que o desempenho pode servir como legado para o Santos visando a sequência da temporada, ressaltando que o time poderá ser competitivo na disputa do Campeonato Brasileiro. E também exaltou o apoio dos torcedores, que lotaram o Pacaembu e aplaudiram o time mesmo com a derrota nos pênaltis.

"Futebol tem dessas coisas. Por isso é tão lindo. Hoje jogamos uma partida incrível, mas não nos classificamos. Foi uma diferença muito grande para eles. Nós precisamos olhar para frente, aproveitar o desempenho no jogo de hoje. Que a equipe chegue preparada para o Brasileirão com esse tipo de partida. O Paulista nos serviu muito de preparação para que o jogador tenha em mente a ideia do treinador. Hoje foi uma festa no estádio, os torcedores ovacionando os jogadores. Isso nos deixa contente", comentou.

Fora do Paulistão, O Santos volta a jogar nesta quinta-feira pela terceira fase da Copa do Brasil. Vai ser o jogo de volta diante do Atlético Goianiense, na Vila Belmiro. Na ida, o time de Goiás venceu por 1 a 0. Assim, a equipe precisa de um triunfo por dois gols de diferença para se classificar sem nova disputa de pênaltis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.