Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Sampaoli exalta Santos: 'Fomos muito superiores do que o nosso rival'

Técnico diz que futebol é 'lindo' por nem sempre ser justo

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de abril de 2019 | 00h16

Satisfeito com a atuação do Santos no segundo jogo das semifinais do Campeonato Paulista, mas decepcionado com a eliminação nos pênaltis, após o triunfo por 1 a 0 no Pacaembu, o técnico Jorge Sampaoli evitou lamentar a queda nesta segunda-feira, exaltando a atuação dos seus jogadores. E lamentou, de fato, que o time não tenha apresentado o mesmo desempenho no primeiro confronto, no estádio do Corinthians, onde perdeu por 2 a 1.

"A equipe esteve a altura do que planejamos. Atacamos os 90 minutos. Fomos muito superiores do que o nosso rival. Foi uma partida de 180 minutos, tínhamos que ter pensado naquele jogo na arena deles. Hoje vimos um Santos muito ativo. Isso é o que estamos buscando desde que chegamos aqui. Um Santos que ataque, busque e proponha", afirmou, em entrevista coletiva.

Assim como alguns jogadores do Santos, Sampaoli evitou apontar como injusta a eliminação do Santos após um clássico em que ocupou o campo de ataque durante quase todos os 90 minutos, teve o controle da posse de bola e criou muitas chances de gol. Ele apontou que esse tipo de resultado, que pode ser visto como injusto, representa a beleza do futebol.

Além disso, avaliou que o desempenho pode servir como legado para o Santos visando a sequência da temporada, ressaltando que o time poderá ser competitivo na disputa do Campeonato Brasileiro. E também exaltou o apoio dos torcedores, que lotaram o Pacaembu e aplaudiram o time mesmo com a derrota nos pênaltis.

"Futebol tem dessas coisas. Por isso é tão lindo. Hoje jogamos uma partida incrível, mas não nos classificamos. Foi uma diferença muito grande para eles. Nós precisamos olhar para frente, aproveitar o desempenho no jogo de hoje. Que a equipe chegue preparada para o Brasileirão com esse tipo de partida. O Paulista nos serviu muito de preparação para que o jogador tenha em mente a ideia do treinador. Hoje foi uma festa no estádio, os torcedores ovacionando os jogadores. Isso nos deixa contente", comentou.

Fora do Paulistão, O Santos volta a jogar nesta quinta-feira pela terceira fase da Copa do Brasil. Vai ser o jogo de volta diante do Atlético Goianiense, na Vila Belmiro. Na ida, o time de Goiás venceu por 1 a 0. Assim, a equipe precisa de um triunfo por dois gols de diferença para se classificar sem nova disputa de pênaltis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.