Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Sampaoli festeja noite de herói de Vargas, autor de dois gols

Jogador chileno se torna artilheiro da Copa América

Estadão Conteúdo

30 de junho de 2015 | 09h13

Eduardo Vargas tem atuado pouco pelos seus clubes desde que se transferiu para Europa e, quando o faz, não cumpre a principal tarefa de um atacante: fazer gols. Mas quando veste a camisa vermelha da seleção do Chile, ele parece se transformar, como visto na noite de segunda-feira, quando marcou dois gols e ajudou a levar o Chile para a final da Copa América. 

O atacante do Napoli, que atuou nas últimas três temporadas por empréstimo em três times diferentes, voltou a "guardar" o seu melhor rendimento para o Chile e colocou sua seleção na decisão com os gols marcados no triunfo sobre o Peru. Assim, Vargas chegou aos quatro e é o artilheiro da Copa América, com um a mais do que o seu companheiro Arturo Vidal e o peruano Paolo Guerrero.

"Nós temos uma grande afinidade com Eduardo", disse o técnico Jorge Sampaoli, que comandou o atacante em 2011, na Universidad do Chile, de onde foi vendido para o Napoli no ano seguinte. "É gratificante o fato de que cada vez que nos acompanha sempre nos dá a satisfação de estar em plenitude, como agora, e de nos ter dado a vitória em uma partida difícil".

Antes da semifinal, Vargas anotou um gol na vitória por 2 a 0 sobre o Equador e outro no empate por 3 a 3 com o México. Agora com 22 gols, o atacante é o quinto maior artilheiro da história da seleção do Chile. Vargas é um dos destaques de um Chile que vem sofrendo com a falta de pontaria de Alexis Sánchez, autor de apenas um gol na Copa América, e com a oscilação de Arturo Vidal, que se envolveu em polêmica fora do campo ao sofrer acidente com a sua Ferrari.

Junto ao meia Valdivia e ao lateral Mauricio Isla, Vargas tem se destacado pelo lado direito do ataque, exatamente de onde saiu o seu segundo gol diante do Peru, com um chute forte de fora da área, aos 19 minuto do segundo tempo - o primeiro foi marcado aos 42 da etapa inicial, aproveitando um rebote de finalização de Sánchez. "É um jogador importante, por algum motivo marca muitos gols pela seleção", destacou Isla. Sampaoli sublinhou que Vargas sempre se destaca pela seleção, mesmo agora, tendo se apresentado contundido. "O recuperamos e se recuperou, está bem e sendo goleador", apontou o treinador da seleção do Chile.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.