Ivan Storti/Santos
Ivan Storti/Santos

Sampaoli freia euforia no Santos após nova vitória e critica gramado do Engenhão

'Vamos buscar sempre protagonizar', explica o treinador ao avaliar resultado que resultou no empate com o Palmeiras no topo da tabela

Redação, Estadão Conteúdo

21 de julho de 2019 | 18h06

Nada de euforia. Apesar de o Santos ter igualado a pontuação do Palmeiras com a vitória sobre Botafogo, por 1 a 0, na manhã deste domingo, no Rio, o técnico Jorge Sampaoli pregou cautela e disse que o importante é o time chegar nas últimas rodadas brigando pelas primeiras colocações.

"Vamos buscar sempre protagonizar. O elenco encontrou autoconfiança para propor o jogo em qualquer lugar. Mas temos de ficar atentos no que está por vir, pois vai ser ainda mais difícil. Temos de saber que nossa realidade será marcada em novembro, temos de pensar em chegar bem nas últimas rodadas", afirmou o treinador, em entrevista coletiva.

Sampaoli também não poupou críticas ao estado do gramado do Engenhão e acredita que a situação ruim do mesmo acabou interferindo no desempenho da equipe santista, principalmente no primeiro tempo. Os jogadores tinham dificuldades para trocar passes.

"O campo não ajudou. No Brasil, com toda sua cultura futebolística, não podemos ter um campo assim. O Brasil não pode ter um estádio que não se dá três passes, um gramado desse não tem a ver com a história do país", criticou o comandante argentino.

Agora, o Santos vai ter duas partidas seguidas na Vila Belmiro pelo Brasileirão. A primeira é no próximo domingo, contra o Avaí, pela 12ª rodada. Na sequência, o time recebe o Goiás, no dia 4 de agosto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.