Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Sampaoli minimiza resultados recentes e admite que Santos está 'em formação'

Equipe alvinegra venceu apenas três dos últimos oito jogos que disputou em 2019

Redação, Estadão Conteúdo

16 de março de 2019 | 08h46

A derrota para o Novorizontino na última sexta-feira, por 1 a 0, em pleno Pacaembu, deixou o técnico Jorge Sampaoli insatisfeito. Além de perder a liderança do Grupo A para o Red Bull Brasil, que derrotou o São Bento por 3 a 2, o Santos exibiu algumas de suas fragilidades neste início de temporada.

"Não ganhar incomoda sempre. Nessa sociedade, quem ganha é bom e quem perde é descartável. Eu valorizo, mais do que o resultado, o esforço dos jovens. Tratam de mudar o jeito e defender a ideia. Hoje, não conseguimos, mas esforço foi o mesmo", declarou o treinador após a partida.

Após despontar como uma das sensações da temporada por seu futebol ofensivo e o bom toque de bola, o Santos já mostrou alguns defeitos, como a ausência de um camisa 9, que foi bastante sentida na sexta. Se perdeu apenas uma das sete primeiras partidas do ano, a equipe venceu somente três das últimas oito. Sampaoli tratou o retrospecto com naturalidade.

"Seguimos em formação, formando um grupo para chegar da melhor forma às definições do Paulista e da Copa do Brasil e preparando para o Brasileirão, que é muito mais difícil. Esses eventos, dois jogos sem ganhar, não podem confundir a gente. Sabemos o caminho", afirmou o argentino.

Apesar da derrota de sexta, o Santos já está classificado às quartas de final e encara na última rodada do Paulistão o Botafogo, quarta-feira, na casa do adversário. Se vencer, a equipe torce para o um tropeço do Red Bull Brasil para terminar na liderança da chave.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.