Rafa Alcaide/EFE
Rafa Alcaide/EFE

Sampaoli quer vaga entre 'os oito melhores do mundo' como presente

Sevilla enfrenta o Leicester pela Liga dos Campeões nesta terça-feira

Estadao Conteudo

13 de março de 2017 | 18h22

Campeão da Copa América com a seleção chilena, o técnico argentino Jorge Sampaoli fez aniversário nesta segunda-feira, na véspera do confronto entre o Sevilla e o Leicester City pela Liga dos Campeões. E, como presente, pediu uma vaga nas quartas de final. Para ele, os oito times que avançam são os oito melhores time do mundo.

"O maior presente para o clube e para mim é ter a oportunidade de estar entre as oito melhores equipes o mundo. É uma chance histórica para todos. É muito importante o que vai acontecer amanhã (terça) e tomara que seja um prêmio para todos nós", afirmou o treinador, nesta segunda, em entrevista coletiva no King Power Stadium, em Leicester.

O time espanhol, tricampeão da Liga Europa, venceu a partida de ida por 2 a 1 em Sevilha e, por isso, joga pelo empate na Inglaterra. Entre um jogo e outro, porém, o Leicester demitiu Claudio Ranieri, campeão inglês, e, comandado pelo então auxiliar Craig Shakespeare, venceu Hull City e Liverpool. No domingo, o treinador com nome de escritor foi efetivado no cargo.

Para Sampaoli, o momento do Leicester no jogo de ida "nada tem a ver" com o de agora. "Eles foram superiores contra o Hull e contra o Liverpool. Vão tentar ser a equipe que ganhou o Inglês no ano passado. É uma equipe decidida e valente, que aproveitará o momento que agora atravessa", opinou.

O treinador confirmou que vai contar com Nasri e Vitolo, que foram poupados diante do Leganés, no fim de semana, já pensando no Leicester. Assim, o brasileiro Paulo Henrique Ganso perdeu espaço e não aparece entre os 20 relacioandos. O único brasileiro na lista é o lateral-direito Mariano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.