Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Sampaoli reprova atuação do Santos após derrota: 'O Corinthians jogou como quis'

Para técnico, maior desafio do time no jogo de volta é encontrar uma maneira de agredir o adversário

Redação, Estadão Conteúdo

31 de março de 2019 | 19h58

O técnico Jorge Sampaoli manifestou sua insatisfação com o desempenho do Santos diante do Corinthians na primeira semifinal entre as equipes no Campeonato Paulista, que terminou com vitória corintiana por 2 a 1, neste domingo, na Arena Corinthians.

Na entrevista coletiva após o jogo, o treinador argentino não contemporizou. E fez questão de reconhecer a superioridade do Corinthians, dando os méritos ao rival pela vitória no duelo, e deixou clara sua chateação quanto ao desempenho de seus comandados.

"Mérito do rival. O Corinthians jogou como quis e nos neutralizou. Não atacou tanto, mas nos incomodou e não tivemos resposta. Foi incapacidade nossa e mérito do rival. Não fomos melhores porque o rival se impôs", avaliou o treinador.

Para Sampaoli, o maior desafio do Santos na missão de reverter o placar e ir à final do torneio estadual é encontrar uma maneira de agredir o Corinthians, que, segundo ele, se defendeu muito bem neste domingo. "Nos vimos neutralizados e foi difícil achar gols. Não vi outra maneira de incomodar o Corinthians. Vamos ter que trabalhar. Precisamos treinar para surpreender uma equipe que se defende com muita gente", declarou.

Sampaoli lamentou ter de escalar a zaga reserva em boa parte da partida, já que Gustavo Henrique não pôde atuar por conta de lesão e Felipe Aguilar perdeu os sentidos e deixou o campo de ambulância no final do primeiro tempo depois de um choque de cabeça com Danilo Avelar.

A zaga, então, passou a ser formada por Luiz Felipe e Lucas Veríssimo. "Nossos zagueiros (titulares) estavam bem, muito sólidos. E jogar com Luiz Felipe e Veríssimo hoje foi difícil, apesar de que são bons jogadores."

Na segunda partida, que será disputada no dia 8 de abril, uma segunda-feira, no Pacaembu, o Santos precisa vencer por dois gols de diferença para se classificar à final. Em caso de triunfo por um gol, o duelo será decidido nos pênaltis. A vantagem do empate é do Corinthians.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • Raí valoriza montagem do elenco do São Paulo para o Brasileirão
  • Em crise, Figueirense se movimenta para evitar novo W.O.
  • Corinthians, Palmeiras e São Paulo tem as melhores defesas do Campeonato Brasileiro
  • Podcast: personalidades do esporte analisam a situação do futebol no Brasil
  • Bruno Henrique vibra com gols no Maracanã: 'Semana mais feliz da minha vida'

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.