Bruno Cantini / Atlético-MG
Bruno Cantini / Atlético-MG

Sampaoli vê o Atlético-MG com ânimo renovado para encarar o líder São Paulo

Time bate o Athletico-PR fora de casa antes de jogo decisivo contra o líder do Campeonato Brasileiro

Redação, Estadão Conteúdo

12 de dezembro de 2020 | 20h46

O técnico argentino Jorge Sampaoli não teve nem tempo de digerir a vitória do Atlético-MG por 1 a 0 contra o Athletico-PR, neste sábado, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 25.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador já tem o São Paulo na cabeça. Isso porque o clube mineiro encontrará o líder na próxima quarta-feira, no estádio do Morumbi, na capital paulista.

Na visão do treinador, o triunfo deste sábado deixa o time com o ânimo renovado para o duelo direto contra o primeiro colocado da competição. "Nós dá ânimo, otimismo e segurança para enfrentar uma partida difícil na quarta-feira. Teremos pouco tempo de preparação, mas iremos nos preparar para essa partida tão importante", afirmou.

Sampaoli aproveitou para destacar o primeiro tempo realizado pelo Atlético-MG. O clube alvinegro dominou os paranaenses, chegou a desperdiçar um pênalti, cobrado por Keno e defendido por Santos, mas caiu de produção na reta final. No entanto, conseguiu segurar o resultado e garantir mais três pontos importantes na luta pelo título.

"Uma vitória que a gente precisava porque é um campo complicado, com um gramado diferente. Um jogo difícil, mas a equipe se comportou bem. Ainda que tenha errado o pênalti, seguiu buscando e conseguiu o gol, poderia ter marcado mais. No segundo tempo, infelizmente, não convertemos (mais gols) e terminamos um pouco vendidos no final, até pela necessidade do rival. Mas foi uma partida na qual a equipe ganhou claramente", completou.

O Atlético-MG chegou aos seis jogos sem derrotas no Brasileirão. Não à toa o clube é o vice-líder com 46 pontos, contra 50 do São Paulo, que entra em campo neste domingo diante do Corinthians, na Neo Química Arena, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.