Thierry Gouegnon / Reuters
Thierry Gouegnon / Reuters

Samuel Eto'o anuncia candidatura à presidência da Federação Camaronesa de Futebol

Ex-atacante de 40 anos afirma que 'é o tempo de reconstruir o nosso futebol'

Redação, Estadão Conteúdo

22 de setembro de 2021 | 08h13

Ídolo de Barcelona e Internazionale, clubes europeus onde fez mais sucesso na carreira como jogador, o camaronês Samuel Eto'o confirmou nesta quarta-feira as informações veiculadas pela imprensa de seu país nos últimos dias. Aos 40 anos, o ex-atacante vai lançar a sua candidatura para ser presidente da Federação Camaronesa de Futebol (FECAFOOT, na sigla em francês).

"Serei candidato à presidência da nossa Federação. Quando estou envolvido em algo, é porque quero ir até ao fim. Estou honrado e feliz por anunciar a minha candidatura à presidência da Federação", disse Samuel Eto'o em entrevista.

"É tempo de reconstruir o nosso futebol", afirmou o ex-atacante, falando de parte do seu programa de candidatura e fazendo criticas à atual direção de Seidou Mbombo Njoya. "Há três anos apoiei um projeto que parecia promissor para o futuro do nosso futebol. Fazendo um balanço das suas conquistas, não me arrependo, embora as expectativas não tenham sido cumpridas".

O processo eleitoral da FECAFOOT será longo e começará nesta sexta-feira com as assembleias gerais das associações regionais que devem se prolongar até 11 de dezembro.

Entre 2004 e 2009 no Barcelona, Samuel Eto'o venceu três títulos do Campeonato Espanhol, um da Copa do Rei, dois da Supercopa da Espanha e, acima de tudo, dois da Liga dos Campeões da Europa. Em 2005, foi eleito o terceiro melhor jogador do ano pela Fifa.

Pela seleção de Camarões, o ex-atacante conquistou a medalha de ouro dos Jogos Olímpicos de Sydney-2000, na Austrália, e foi campeão duas vezes, em 2000 e 2002, da Copa Africana de Nações. E é ainda o maior artilheiro da história do país com 55 gols.

Tudo o que sabemos sobre:
Samuel Eto'ofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.