Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Sánchez festeja vitória e 1º gol pelo Santos, mas evita comentar lance polêmico

Meia converteu pênalti já nos acréscimos do segundo tempo, o que rendeu bastante reclamação por parte do Atlético-PR

Estadão Conteúdo

30 de setembro de 2018 | 20h10

A vitória do Santos sobre o Atlético-PR, por 1 a 0, neste domingo, na Vila Belmiro, veio apenas aos 51 minutos do segundo tempo, com um pênalti marcado nos acréscimos em um lance bastante contestado pela equipe visitante. Carlos Sánchez cobrou com categoria, fez o seu primeiro gol com a camisa santista e garantiu o triunfo do seu time neste duelo da 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogador, que levou cartão amarelo após tirar a camisa durante comemoração do gol, comemorou o triunfo conquistado no sufoco e o fato de ter balançado as redes, mas evitou falar sobre o lance que ocasionou o pênalti que ele cobrou.

"Foi uma partida difícil. Esses jogos são assim, como finais. Estou contente porque ganhamos. Estava longe da jogada (da penalidade), não posso dizer o que aconteceu. Não sei se foi pênalti ou não", afirmou o jogador, ainda no gramado da Vila Belmiro.

Protagonista da punição que o clube sofreu na Conmebol que resultou na eliminação da Libertadores, Sánchez se mostra cada vez mais adaptado ao clube e, em especial, ao sistema tático de Cuca. Durante entrevista coletiva que concedeu após o duelo, o técnico falou sobre a atuação do jogador na vitória deste domingo.

"Teve personalidade para bater (o pênalti), bateu bem como treina, e na seleção está acostumado a fazer o lado na linha de 4, uso ele assim muitas vezes, depois centralizo. Vamos usar conforme sentimos o jogo. Quando centralizo ele, sinto mais dificuldade por não ser meia ponta de lança, mas está se adaptando bem. É um profissional esforçado e merecedor do gol da vitória", destacou o comandante.

Com o resultado, o Santos soma 36 pontos e está na oitava colocação do Brasileirão. Pela 28ª rodada da competição, o Santos encara o Vitória no Barradão, na sexta-feira, em Salvador, às 21h30.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.