Ivan Storti/Santos
Ivan Storti/Santos

Sánchez marca dois, Santos goleia o Bragantino e mantém os 100% no Paulistão

Equipe de Jorge Sampaoli tem outra boa atuação e faz 4 a 1 em Bragança Paulista

Gabriel Melloni, Estadão Conteúdo

31 de janeiro de 2019 | 21h22

O Santos de Jorge Sampaoli fez mais uma vítima nesta quinta-feira e manteve os 100% de aproveitamento no Campeonato Paulista. Com o mesmo futebol envolvente das últimas rodadas, a equipe não teve trabalho para atropelar o Bragantino por 4 a 1, fora de casa, e manter a liderança do Grupo A com a melhor campanha da competição.

Sampaoli fez mudanças para a partida: alterou o esquema para o 3-5-2, promoveu a estreia de Felipe Aguilar como titular e colocou Arthur Guedes na vaga de Soteldo. O Santos demorou alguns minutos para se encontrar, mas isso não impediu que a equipe apresentasse o ótimo toque de bola e a ofensividade mostradas nas primeiras partidas, comandada por Carlos Sánchez, autor de dois gols, Derlis González e Jean Mota, que marcaram os outros.

São 12 pontos em quatro rodadas para o time que tem mostrado o melhor futebol do Paulistão até o momento, já a sete do segundo colocado da chave, a Ponte Preta. No domingo, os comandados de Sampaoli tentam manter o embalo diante do Ituano, fora de casa. Já o Bragantino parou nos seis pontos no Grupo C, o mesmo do Corinthians. Também no domingo, recebe justamente a Ponte.

Apesar do resultado elástico, o Santos enfrentou dificuldades nesta quinta. Por mais que mantivesse a posse de bola no campo de ataque, exibia uma certa falta de entrosamento pouco comum a este time. Mas foi questão de tempo até que o ataque se soltasse e Derlis Gonzalez acertasse a trave aos 27 minutos.

O lance acordou o Santos, que viu Arthur Gomes perder boa chance dois minutos mais tarde, em bom passe de Derlis. E de tanto insistir, o primeiro gol saiu aos 37. Sánchez ficou com sobra próximo à meia-lua e finalizou de canhota. A bola desviou na defesa e entrou no canto esquerdo do goleiro.

A partir daí, os visitantes arrancaram para garantir o triunfo nos minutos finais do primeiro tempo. Aos 44, Alison ganhou a bola na intermediária ofensiva, avançou e deu enfiada precisa para Derlis, que tocou de bico na saída do goleiro. Aos 47, Jean Mota virou o jogo para Derlis e foi para o meio da área. O paraguaio encontrou Victor Ferraz, que deu cruzamento preciso para o próprio Jean Mota subir sozinho na área e marcar.

O Bragantino parecia entregue e viu a situação ficar ainda pior logo no início do segundo tempo. Aos oito minutos, Arthur Guedes protegeu a bola na área e foi calçado por trás. O árbitro marcou pênalti, que Sánchez cobrou com cavadinha, no meio do gol, para transformar a vitória em goleada.

O gol de honra dos anfitriões saiu aos 17, quando Luiz Felipe errou ao tentar aplicar chapéu no meio de campo, Matheus Peixoto aproveitou e tocou para Wesley finalizar sob Vanderlei. Um recuo excessivo do Santos ainda rendeu alguns sustos, principalmente nos cruzamentos de Itaqui, mas parou por aí. Novo triunfo de um time que vai se desenhando muito mais forte do que era esperado.

FICHA TÉCNICA:

BRAGANTINO 1 X 4 SANTOS

BRAGANTINO - Alex Alves; Itaqui, Lázaro, Edimar (Juliano) e Acácio (Klauber); Léo Rigo, Magno, Rafael Chorão e Wesley; Vitinho (Esquerdinha) e Matheus Peixoto. Técnico: Marcelo Veiga.

SANTOS - Vanderlei; Luiz Felipe, Felipe Aguilar e Gustavo Henrique; Victor Ferraz (Yuri), Alison, Carlos Sánchez, Jean Mota e Copete; Derlis González (Sandry) e Arthur Gomes (Soteldo). Técnico: Jorge Sampaoli.

GOLS - Carlos Sánchez, aos 37, Derlis González, aos 44, e Jean Mota, aos 47 minutos do primeiro tempo. Carlos Sánchez, aos oito, e Wesley, aos 17 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Lucas Canetto Bellote.

CARTÕES AMARELOS - Matheus Peixoto (Bragantino); Gustavo Henrique (Santos).

RENDA - R$ 218.970,00.

PÚBLICO - 5.862 pagantes.

LOCAL - Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.