Ivan Storti/ Santos FC
Ivan Storti/ Santos FC

Sánchez se diz feliz por voltar a marcar pelo Santos, mas adverte: 'Detalhes podem custar gols'

Uruguaio iguala marca de Copete como maior artilheiro estrangeira da história do Santos

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de julho de 2021 | 20h09

A tarde de sábado não foi feliz para o Santos, que saiu derrotado do Allianz Parque pelo rival Palmeiras, por 3 a 2, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar do mau resultado, Carlos Sánchez tem o que comemorar. O jogador uruguaio voltou a marcar pela equipe santista após cirurgia no joelho que o afastou por longos meses dos gramados.

Além de voltar a balançar as redes, Sánchez tem outro motivo pelo qual se orgulhar. Ao marcar o primeiro gol santista em cobrança de pênalti, o atleta de 36 anos igualou o colombiano Jonathan Copete como o maior artilheiro estrangeiro da história do Santos. Ambos marcaram 26 gols com a camisa alvinegra.

"Feliz por voltar a marcar, estamos fazendo um esforço grande a cada jogo. O time é protagonista, e nos estão faltando detalhes. O time está jogando bastante bem, mas faltam detalhes que podem custar gols", avaliou o jogador sobre o desempenho da equipe santista nos últimos duelos do campeonato nacional como visitante.

Em cinco jogos como visitante nesta edição do torneio nacional, os comandados de Fernando Diniz ainda não venceram. Foram quatro derrotas (para Bahia, Fluminense, América-MG e Palmeiras) e somente um empate, conquistado em Porto Alegre, contra o lanterna Grêmio. O mau desempenho como visitante dificulta a chegada da equipe santista ao topo da tabela. A distância para o líder e rival Palmeiras é de dez pontos.

O Santos tem compromisso no meio de semana pela Copa Sul-Americana. Na quinta-feira, às 19h15, na Vila Belmiro, a equipe alvinegra inicia sua participação nas oitavas de final do torneio contra o Independiente de Avellaneda. Pelo Brasileirão, o Santos volta a jogar no próximo domingo, pela 12ª rodada, quando visita o Red Bull Bragantino, às 20h30.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.