Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Carlos Sánchez torce por permanência de Sampaoli e elogia 2019 do Santos

'Seria lindo continuar trabalhando com ele', diz o meio-campista uruguaio

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de dezembro de 2019 | 04h30

O meio-campista Carlos Sánchez disse torcer pela permanência do técnico Jorge Sampaoli no Santos para a próxima temporada. O treinador terá uma reunião com o presidente José Carlos Peres para analisar o projeto do clube para 2020. O treinador disse domingo que vai ouvir os planos do clube para 2020 e aí tomar sua decisão, mesmo tendo contrato por mais doze meses.

"É difícil pensar no futuro. Fizemos um grande trabalho com ele, e ele vai decidir se fica ou não. Seria lindo continuar trabalhando com o Sampaoli", afirmou Sánchez, autor de dois gols da goleada por 4 a 0 sobre o Flamengo, na última partida da equipe alvinegra nesta temporada. O Santos acabou na segunda colocação.

O uruguaio também elogiou o trabalho do Santos no Campeonato Brasileiro. A equipe ficou com o vice, atrás do campeão Flamengo. Em relação aos torneios de mata-matas, o Santos caiu na primeira fase da Copa Sul-Americana, nas oitavas de final da Copa do Brasil e na semifinal do Paulistão. E não ganhou nada no ano.

"Fizemos um grande trabalho. Não só nesse jogo (contra o Flamengo), mas em todo o campeonato. Sempre lutamos, nos entregamos ao máximo e desfrutamos contra o campeão. Teve a motivação extra de estar com o estádio lotado. Vamos descansar agora e depois pensar no ano que vem", disse. Sánchez foi um dos destaques do Santos na temporada. No Brasileirão, por exemplo, terminou como o vice-artilheiro da equipe, com 12 gols. O atacante Eduardo Sasha marcou 14 vezes no campeonato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.