Armando Babani/EFE
Armando Babani/EFE

Sané celebra nascimento da filha e justifica saída da seleção alemã

Atacante havia afirmado ter deixado elenco por "razões pessoais" em meio a especulação de discussão com Joachim Löw

Estadão Conteúdo

08 Setembro 2018 | 13h40

O atacante Leroy Sané colocou fim neste sábado a qualquer especulação sobre um problema de relacionamento com o técnico da Alemanha, Joachim Löw. Após abandonar a concentração da seleção do país sem esclarecimentos, o jogador do Manchester City informou pelas redes sociais sobre o nascimento de sua filha.

"Incrivelmente feliz em comunicar sobre o nascimento da minha filha na noite passada. Mãe e filha estão bem", escreveu Sané no Twitter. "Quero agradecer especialmente à Federação Alemã e ao meu treinador Jogi Löw por me deixar sair para estar presente no nascimento da minha filha. Obviamente, vou manter meus dedos cruzados e torcer pela equipe amanhã", completou.

Na sexta-feira, a Federação Alemã de Futebol (DFB, na sigla em alemão) informou apenas que Sané alegou motivos particulares para deixar a concentração da equipe. A entidade disse que houve uma conversa com o treinador antes da saída.

Como o jogador já havia sido criticado pelo meia Toni Kroos uns dias antes e também recentemente foi cortado da seleção alemã na lista final para a Copa do Mundo da Rússia, os jornais alemães cogitaram a possibilidade de Sané ter se desentendido com o treinador.

A Alemanha ficou no empate sem gols com a França na sexta-feira, na estreia da Liga das Nações da Uefa. Na partida, Sané entrou a dez minutos do final e teve pouco tempo para fazer algo em campo. Neste domingo, os alemães fazem amistoso contra o Peru, em Dresden, na Alemanha.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.