Martin Meissner / AP
Martin Meissner / AP

Sané lamenta ficar fora da Copa, mas se conforma e deseja sucesso à seleção alemã

Atacante diz que está desapontado, mas que irá trabalhar mais forte para dar a volta por cima

Estadão Conteúdo

05 Junho 2018 | 10h26

O atacante Leroy Sané utilizou as suas redes sociais para lamentar a ausência dele na Copa do Mundo, mas desejou sorte à seleção alemã no torneio. O técnico Joachim Löw optou por deixar o jogador do Manchester City de fora da lista final da Alemanha após a participação do atleta como titular no amistoso disputado pela equipe nacional no último sábado, quando os alemães foram derrotados por 2 a 1 pela Áustria, na cidade austríaca de Klagenfurt, e o jogador não exibiu uma boa atuação.

+ Pelé vê Brasil como um dos favoritos na Copa, mas diz: 'Não temos coletivo forte'

+ Fifa aciona empresa na Justiça por venda não autorizada de ingressos para a Copa

"Muito obrigado a todos pelas mensagens motivacionais. É claro que estou desapontado por não participar da Copa do Mundo, mas tenho de aceitar a decisão e vou dar tudo de mim para voltar mais forte depois disso. Desejo nada menos que o sucesso para a Alemanha na Rússia. Vão lá e conquistem o título!", escreveu o atacante, por meio de publicação no Twitter.

Apesar do tom político, Sané não deixou de comentar uma postagem irônica feita pelo lateral-direito Kyle Walker na rede social Instagram. O defensor da seleção inglesa publicou foto em que aparece cuspindo água para o alto, com a seguinte legenda: "Quando você descobre que Leroy Sané não vai para a Copa do Mundo". O atacante disse que o colega de Manchester City tem sorte de não precisar enfrentá-lo no torneio.

Sané, Bernd Leno, Jonathan Tah e Nils Petersen foram deixados de fora da Copa do Mundo no corte final feito por Löw - a Federação Alemã de Futebol anunciou a lista dos 23 convocados para o torneio nesta segunda-feira. Dúvida por ter ficado sem jogar entre setembro de 2017 e o último domingo, quando voltou aos gramados após se recuperar de uma fratura no pé, o goleiro Manuel Neuer foi incluído na lista final.

 

O treinador optou por levar à Rússia como opções ofensivas (entre meias e atacantes) Marco Reus, Thomas Müller, Mesut Özil, Leon Goretzka, Julian Draxler, Timo Werner, Julian Brandt e Mario Gómez. A seleção da Alemanha vai estrear no Mundial contra o México, no dia 17, e depois vai encarar a Suécia, no dia 23, e terminará participação no Grupo F contra a Coreia do Sul, no dia 27.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.