Toru Hanai/Reuters
Toru Hanai/Reuters

Sanfrecce Hiroshima elimina Auckland City na abertura do Mundial

Campeão japonês conta com falhas do rival e ganha por 2 a 0

Estadão Conteúdo

10 de dezembro de 2015 | 10h50

 intO Sanfrecce Hiroshima fez a festa da torcida japonesa nesta quinta-feira ao vencer em sua estreia no Mundial de Clubes da Fifa, em Yokohama. O campeão japonês surpreendeu ao eliminar o Auckland City, terceiro colocado na edição passada do torneio, pelo placar de 2 a 0, graças a falhas grosseiras da defesa do time neozelandês.

Na vitória neste duelo, válido pelos playoffs, o Sanfrecce garantiu vaga nas quartas de final. No domingo, o time da casa vai enfrentar o Mazembe, da República Democrática do Congo, mais famoso por ter eliminado o Internacional na semifinal da edição do Mundial de 2010 - foi vice-campeão ao ser derrotado na final pela Inter de Milão.

Mesmo considerado um dos times mais limitados deste Mundial, o Sanfrecce Hiroshima começou melhor esta primeira partida da competição. E, contando com o apoio da torcida, marcou o primeiro gol, graças a uma boa ajuda da defesa neozelandesa. Aos 8 minutos, Notsuda bateu de longe e o goleiro Spoonley não segurou. No rebote, em posição duvidosa na pequena área, Minagawa só empurrou para as redes.

Surpreendido pelo gol precoce, o Auckland tentou reagir, assumindo o controle da posse de bola. Chegou a exibir 72% de posse ao fim da primeira etapa. Mas não conseguiu reverter o domínio em ataques mais agudos. As raras investidas contra a defesa japonesa não chegavam a ameaçar o goleiro Takuto.

Para o segundo tempo, o time japonês voltou a campo com um reforço brasileiro. O atacante Douglas, com passagem pelo Figueirense, quase deixou sua marca no primeiro ataque. Aos 12, ele tentou driblar o goleiro, mas perdeu o controle da bola e caiu na área. O árbitro mandou o lance seguir.

O Sanfrecce teve ainda boa chance aos 17, com Asano, antes de marcar o segundo gol da partida, aos 24. E novamente contou com falha da defesa neozelandesa. Desta vez, o zagueiro Shiotani apareceu livre dentro da área pela direita. Ele bateu cruzado e, com um leve toque no marcador, viu a bola passar por baixo do braço do goleiro Takuto, entrando devagar no gol.

Em desvantagem, o Auckland seguia dominando as ações e controlando o meio-campo. Mas não preocupava a defesa japonesa. Com uma postura apática, acabou sendo eliminado logo na abertura da competição, que conta ainda com o Barcelona e o River Plate, que vão estrear direto nas semifinais, na próxima semana.

FICHA TÉCNICA:

SANFRECCE HIROSHIMA 2 x 0 AUCKLAND CITY

SANFRECCE HIROSHIMA - Takuto; Mizumoto, Chiba, Shiotani; Aoyama, Kashiwa, Notsuda (Shibasaki, depois Douglas), Kohei (Sasaki), Marutani; Asano e Minagawa. Técnico: Hajime Moriyasu.

AUCKLAND CITY - Spoonley; Dordevic, Takuya, Bilen (Tade), Berlanga; Alvaro, De Vries, Hudson-Wihongi, Kim (White); Moreira (Lewis) e Lea''alafa. Técnico: Ramon Tribulietx.

GOLS - Minagawa, aos 8 minutos do primeiro tempo. Shiotani, aos 24 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Chiba, Kim, White.

ÁRBITRO - Alioum Alioum (Camarões).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - International Stadium Yokohama, em Yokohama (Japão).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.