Divulgação
Divulgação

Santa Cruz deve quebrar recorde de público na Série B

Clube prevê mais de 40 mil na estreia de Grafite diante do Botafogo

Estadão Conteúdo

06 Agosto 2015 | 21h05

Ainda longe de brigar diretamente pelo acesso no Campeonato Brasileiro da Série B, o Santa Cruz pode bater uma marca importante, neste sábado, quando vai receber o Botafogo pela 17.ª rodada. Com a estreia de Grafite confirmada, a diretoria tricolor já conseguiu vender, até o final da tarde desta quinta-feira, 34.762 bilhetes. A meta é levar ao estádio do Arruda, no Recife, mais do que 38.647 pagantes que viram Ceará e Botafogo, pela 11.ª rodada, na Arena Castelão, em Fortaleza, no empate sem gols.

A expectativa da diretoria é de que o Arrudão deva receber perto de 50 mil torcedores para ver a reestreia de Grafite com a camisa do tricampeão pernambucano, 13 anos depois de sua passagem pelo clube. Na sua apresentação, em junho, ele levou sete mil torcedores ao estádio.

Esta reestreia teve uma pitada profissional com divulgação em 30 painéis de outdoor no Recife, além de mensagens em emissoras de comunicação - rádios, televisões e jornais. Uma das atrações, antes do jogo, será a presença do volante argentino Mancuso, que passou pelo clube em 1999. Isso depois de vestir camisas famosas como as do Boca Juniores e Vélez Sarsfield.

Além da grande presença de público, a diretoria tricolor também espera chegar ao número de 10 mil sócios-torcedores até sábado. Antes de Grafite ser anunciado, apenas 4.332 pessoas estavam cadastradas no programa e o número já aumentou para 9.074.

Revelado profissionalmente na Matonense e com passagens por Grêmio, Goiás, São Paulo, Wolfsburg (Alemanha), Al Ahli (Emirados Árabes Unidos) e seleção brasileira, inclusive tendo disputado a Copa do Mundo de 2010, Grafite defendeu o Santa Cruz entre 2001 e 2002. Aos 36 anos, o atacante retornou ao clube pernambucano para ajudá-lo a conquistar o acesso na Série B do Brasileiro.

O técnico Marcelo Martelotte já confirmou a presença de Grafite no ataque ao lado do artilheiro Anderson Aquino para esta importante partida. Em busca da reabilitação depois da derrota para o Oeste, em Osasco (SP), o Santa Cruz está na 11.ª colocação, com 22 pontos, seis a menos que o Bahia, o quarto colocado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.