Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Santa Cruz faz 3 a 0 no clássico e complica o Náutico na Série B

Time tricolor vence a segunda seguida e alcança a nona posição, ficando mais perto da na briga pela vaga dentro do G-4

Estadão Conteúdo

09 de agosto de 2014 | 18h52

A festa é vermelha, branca e preta em Recife. Na tarde deste sábado, no clássico pernambucano da Série B do Campeonato Brasileiro, o Santa Cruz venceu rival Náutico, por 3 a 0, no Estádio do Arruda, e consolidou a recuperação no torneio e afundou o rival na crise, em jogo válido pela 15.ª rodada.

O Santa Cruz venceu a segunda seguida e chegou aos 22 pontos, na nona posição, ficando mais perto da na briga pela vaga dentro do G-4. Já o Náutico segue próximo da zona de rebaixamento, com 18 pontos, no 15.º lugar.

O JOGO
O clássico foi movimentado nos primeiros 45 minutos. O Santa Cruz não quis nem saber de estudar o adversário e partiu para cima no começo do jogo. Logo aos cinco minutos, Keno invadiu a área como quis e bateu cruzado. O goleiro Alessandro não conseguiu segurar e a bola sobrou nos pés do artilheiro Léo Gamalho, que perdeu gol incrível, mandando por cima. 

O Náutico, por sua vez, não ficou atrás e também se arriscou no ataque, deixando a partida aberta. As melhores chances, no entanto, foram dos donos da casa e o placar só não foi aberto porque o atacante Léo Gamalho não estava em tarde inspirada. Ele teve mais duas chances claras, de frente para o gol, mas finalizou mal as duas vezes para alívio dos torcedores do Náutico. 

O Santa Cruz manteve o ritmo no segundo tempo e começou em cima do adversário. Renatinho assustou o goleiro Alessandro em chute de fora da área, mas foi Keno quem abriu o placar aos 11 minutos em belo gol. O atacante arrancou, passou por três marcadores e bateu firme, sem chances de defesa para o goleiro do Náutico. Com o gol, os donos da casa recuaram e viram o adversário crescer no jogo. Tadeu e Roberto tiveram boas oportunidades de igualar, mas a dupla não aproveitou.

O Santa Cruz aproveitou uma das raras subidas ao ataque para aumentar a vantagem. Aos 28 minutos, Wescley, que havia acabado de entrar, recebeu de Léo Gamalho e finalizou cruzado. O meio-campista, já aos 49 minutos, ainda ampliou o marcador em jogada individual. Gol que selou a recuperação do Santa Cruz e afundou o Náutico no inferno astral, que pode ficar ainda maior, pois o técnico Sidney Moraes corre risco de demissão. 

O Santa Cruz encara o Bragantino, no próximo sábado, às 16h20, novamente no Estádio do Arruda, em Recife. Enquanto isso, o Náutico faz jogo atrasado contra o Vasco, na próxima terça-feira, às 21 horas, na Arena Pernambucano. 

FICHA TÉCNICA

SANTA CRUZ 3 X 0 NÁUTICO

SANTA CRUZ - Tiago Cardoso; Tony (Nininho), Marllon, Everton Sena e Renatinho; Sandro Manoel, Everton, Natan (Wescley) e Carlos Alberto; Keno (Pingo) e Léo Gamalho. Técnico: Sérgio Guedes.

NÁUTICO - Alessandro; Neílson, Mário Risso, Renato Chaves e Raí; Gilmak, Elicarlos, Roberto (Victor Michels) e Marcos Vinícius (Vinícius); Marinho e Tadeu. Técnico - Sidney Moraes. 

GOLS - Keno, aos 11, e Wescley, aos 28 e 49 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Marllon, Natan e Keno (Santa Cruz); Neílson e Gilmak (Náutico).

RENDA - R$ 386.809,00.

PÚBLICO - 21.665 pagantes.

LOCAL - Estádio do Arruda, em Recife (PE).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BSanta CruzNáutico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.