Santa Cruz goleia o Vila Nova por 5 a 1 e entra na briga pelo G-4

Com a vitória, time pernambucano chega ao sétimo jogo sem perder na competição e sobe para a quinta colocação com 51 pontos 

Estadão Conteúdo

28 de outubro de 2014 | 21h49

O Santa Cruz entrou de vez na briga pelo G-4 - a zona de acesso - com a goleada diante do Vila Nova por sonoros 5 a 1, em partida atrasada da 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, nesta terça-feira, na Arena Pernambuco, no Recife. De quebra, o clube goiano praticamente confirmou a queda à Série C em 2015.

Com a vitória, o Santa Cruz chegou ao sétimo jogo de invencibilidade e subiu para a quinta colocação com 51 pontos, ficando muito próximo do G-4. Por sua vez, o Vila Nova volta a tropeçar e segue na penúltima posição com 26 pontos, a 12 do Oeste, o primeiro time fora da zona de rebaixamento.

O mandante não deu chances para o visitante. O clube de Pernambuco tomou a iniciativa logo nos minutos iniciais. O time goiano conseguia controlar os avanços do rival e, recuado, tentava surpreender nos contra-ataques. Porém, sofreu um apagão e tomou três gols em apenas sete minutos.

Aos 34 minutos, após cruzamento na segunda trave, Renan Fonseca subiu livre de marcação e testou no fundo das redes. Aos 37, foi a vez de Danilo Pires marcar. O meia recebeu no lado direito e chutou. A bola desviou em Gabriel e enganou o goleiro Cléber Alves. Já aos 40, o mesmo Danilo Pires foi derrubado por Radamés dentro da área e o árbitro marcou penalidade máxima. Léo Gamalho foi para cobrança e tocou no seu canto esquerdo.

O Vila Nova acordou na segunda etapa e chegou a diminuir aos nove minutos. Paulinho tocou para Leonardo na entrada da área. O meia chutou colocado no canto esquerdo do goleiro Tiago Cardoso. A comemoração durou pouco com a resposta do Santa Cruz aos 15 minutos. Keno invadiu a área e foi empurrado por Léo Rodrigues. Na confusão, Jheimy foi expulso e Léo Gamalho, de novo em cobrança de pênalti, fez o seu segundo no confronto.

Um minuto depois, o Santa Cruz marcou o quinto gol. Bileu lançou Keno, que, na entrada da pequena área, só completou para o fundo das redes. Antes do apito final, o Vila Nova acabou ficando com dois jogadores a menos por conta do nervosismo: Jheimy e Radamés. Já os pernambucanos fizeram a festa com a entrada de Flávio Caça-Rato, xodó da torcida.

Pela 33.ª rodada, o Santa Cruz enfrenta o América-RN neste sábado, às 17 horas (de Brasília), novamente na Arena Pernambuco. Já o Vila Nova faz o clássico contra o Atlético Goianiense nesta sexta, às 19h30, no estádio Serra Dourada, em Goiânia.

FICHA TÉCNICA

SANTA CRUZ 5 x 1 VILA NOVA

SANTA CRUZ - Tiago Cardoso; Bileu, Alemão, Renan Fonseca e Tiago Costa; Sandro Manoel, Danilo Pires (Cassiano), Natan e Wescley (Aílton); Keno e Léo Gamalho (Flávio Caça-Rato). Técnico: Oliveira Canindé.

VILA NOVA - Cléber Alves; Arthur, Gustavo, Gabriel e Christiano; Leonardo, Radamés, Léo Rodrigues (Mateus Anderson), Lucas Sotero (Felipe Macena) e Paulinho (João Paulo); Jheimy. Técnico: Wladimir Araújo.

GOLS - Renan Fonseca, aos 34, Danilo Pires, aos 37, e Léo Gamalho (pênalti), aos 41 minutos do primeiro tempo; Leonardo, aos 9, Léo Gamalho (pênalti), aos 15, e Keno, aos 16 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Danilo Pires e Wescley (Santa Cruz); Cléber Alves e Arthur (Vila Nova).

CARTÕES VERMELHOS - Jheimy e Radamés (Vila Nova).

ÁRBITRO - Eduardo Cordeiro Guimarães (RJ).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Arena Pernambuco, no Recife (PE).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BSanta CruzVila Nova

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.