Santa Cruz vai ao STJD na Copa do Brasil

Conforme a Agência Estado antecipou, o Santa Cruz-PE entrou nesta sexta-feira com um recurso no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na tentativa de eliminar o Barra (MT) da Copa do Brasil. O clube pernambucano alega que seu adversário escalou alguns jogadores em situação irregular, no empate sem gols, quarta-feira, pela rodada de abertura da competição. O Prudentópolis, que venceu o São Gonçalo (RN), por 4 a 0, deve proceder da mesma maneira, na segunda-feira.O presidente do STJD, Luiz Sveiter, acolheu o recurso e o encaminhou para a procuradoria do tribunal, que até sexta-feira deverá se manifestar. Se acolher o pedido do Santa Cruz, o julgamento deverá ocorrer até o dia 18. A partida de volta entre os dois clubes está prevista para o dia 3 de março, em Pernambuco.O Santa Cruz pede a eliminação do Barra baseado no artigo nº 214 do novo Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBDJ): "incluir um atleta que não tenha condição legal de participar de partida, prova ou equivalente, acarretará a perda do dobro do número de pontos previstos no regulamento da competição para o caso de vitória e multa de R$ 5 mil a R$ 15 mil." Como a fórmula de disputa da Copa do Brasil é no sistema de "mata-mata", o Barra será julgado de acordo com o parágrafo 2º do art. nº 214: "não sendo possível aplicar-se a regra prevista no parágrafo anterior (manter o resultado da partida para efeitos previstos no regulamento) em face de forma de disputa da competição, o infrator será desclassificado.O Santa Cruz afirmou que o Barra escalou alguns jogadores que não tiveram seus nomes publicados no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.